Tamanho do texto

Segundo depoimento da modelo à polícia, o medo dela não era de engravidar, já que ela usa DIU. O temor era por contrair uma DST

Najila Trindade durante um de seus trabalhos como modelo
Reprodução
Najila Trindade durante um de seus trabalhos como modelo

A modelo Najila Trindade, que acusa Neymar de violência e estupro na cidade de Paris, no mês passado, fez questão de deixar claro nas suas entrevistas que um dos principais motivos do seu desentendimento com o jogador foi o fato de ele não querer usar camisinha durante o ato sexual.

Leia também:

Na semana passada, no depoimento de mais de cinco horas que deu na Delegacia da Mulher de Santo Amaro, em São Paulo, Najila revelou porque pediu para Neymar usar preservativo .

Segundo a revista "Veja", a moça disse às autoridades que usa DIU, dispositivo intrauterino que tem como objetivo evitar gravidez.  Por isso, o pedido pela camisinha seria pelo seu medo de contrair uma DST (doença sexualmente transmíssivel), já que o jogador tem uma vida sexual bastante ativa com diversas mulheres.

"Eu perguntei:  Você trouxe preservativo? Ele disse que não. Então eu falei que não iria acontecer nada ali naquele momento além disso, não podemos. Ele não respondeu nada. Aí ele me virou de costas e cometeu o ato, eu pedi para ele parar e ele continuou batendo na minha bunda, violentamente", contou a modelo em entrevista ao SBT.

Leia também: Professora que curtiu noite quente com Neymar o defende: "Me respeitou muito"

Najila disse ainda que perdeu 10 quilos em uma semana, desde que sua denúncia foi revelada. A perda de apetite, segundo ela, seria em função das ameaças que tem sofrido e de todo trauma causado pelo caso.

A modelo revelou que, frequentemente, sofre com crises de choro e ansiedade. O filho dela tem passado a maior parte do tempo com o pai, Esteven Alves, com quem ela tem um bom relacionamento - mas o casal já chegou a brigar feio em 2014, com Najila , inclusive, acertando uma facada no ex.

    Leia tudo sobre: futebol