Tamanho do texto

Empresa firmou contrato com o clube alvinegro por dez temporadas e será responsável por modernizar a Arena por meio de serviços de tecnologia

O Corinthians anunciou nesta sexta-feira uma parceria de 10 anos com a IBM, empresa multinacional do ramo de tecnologia, com o intuito de modernizar a Arena, além de realizar mudanças importantes no programa de sócios-torcedores do clube, o Fiel Torcedor, e implantar catracas novas, biometria nos acessos ao estádio. O investimento será em torno de R$ 12 milhões.

Leia também: MP adverte Ceará e Fortaleza por provocações na reta final do Brasileirão

Corinthians apresentou parceria com a IBM nesta sexta-feira; entre as novidades, acesso à Arena por biometria
Divulgação/Corinthians/Rodrigo Coca
Corinthians apresentou parceria com a IBM nesta sexta-feira; entre as novidades, acesso à Arena por biometria

“Estamos convencidos dos benefícios que um parceiro global como a IBM poderá trazer ao Corinthians em geral e a Arena em particular, fazendo da convergência tecnológica e da inteligência artificial a chave de uma nova era de possibilidades para a Fiel, melhorando a experiência de cada torcedor do Timão dentro e fora do match day", afirmou Luis Paulo Rosenberg, diretor de Marketin do clube.

"Haverá uma forma de torcer antes e outra depois da implementação desse contrato que possibilitará ao fã maneiras inéditas de imersão no clube mais amado do Brasil. Tudo mudará e a paixão que sempre é a mesma, encontrará novas formas de expressão a partir de hoje”, projetou.

Dentre as mudanças, uma das principais é a implementação da biometria nas catracas da Arena. De início, o setor contemplado será o vip, mas no futuro deve expandir para todo o estádio.

"Todo cidadão que vem ao estádio é gente do bem. Vai começar na área vip, e com o tempo vai aumentando em todos os setores. Torcedor organizado vai poder vir sempre", disse Andrés Sanchez, presidente corintiano.

Leia também: Presidente do Tolima sobre futebol feminino: "Terreno fértil para o lesbianismo"

Em nota, o clube diz que tem mais de 117 mil sócios-torcedores cadastrados e que a expectativa é dobrar esse número nos próximos 18 meses com a troca da Omni, empresa que administrava o Fiel Torcedor e tinha contrato até o fim de 2019, para a IBM. Além da projeção do aumento no número de sócios, ocorrerão outras mudanças.

"Ao longo do caminho os cartões serão mudados. A modernização vai permitir que a gente faça de um cartão multiserviço para não ser somente um plástico que te identifica. Fazer cartão multiserviço com pontuação, direito a uso em outras plataformas. Não vai mudar imediatamente, temos que mudar algumas coisas. Vai ser uma troca gradativa", ponderou Frank Koja, vice-presidente de serviços e tecnologia da IBM Brasil.

Rosenberg disse ainda que os donos das cadeiras agora poderão revender os assentos caso não sejam utilizados. "Ele me notifica, boto na disponibilidade, ele fica com um valor e o Corinthians fica com uma porcentagem para operar esse serviço".

Leia também: Chelsea anuncia jantar beneficente como parte de campanha contra Antissemitismo

"Diminuo o custo de ser proprietário da cadeira para o campeonato inteiro, portanto aumento a chance de venda. Em breve deve estar instalado. Quando tiver um novo sistema, vamos partir para esse plano", acrescentou o dirigente do Corinthians .

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas