Tamanho do texto

Helinho, Antony e Igor Gomes chegam para completar o elenco do atual líder do Campenato Brasileiro e foram muito elogiados pelo treinador uruguaio

Os garotos da base solicitados por Diego Aguirre
Reprodução / São Paulo FC
Os garotos da base solicitados por Diego Aguirre

Líder do Campeonato Brasileiro o São Paulo segue buscando reforços dentro de casa. Nesta semana, três jogadores foram promovidos ao elenco principal: os meia-atacantes Helinho, Antony e Igor Gomes, solicitados pelo técnico Diego Aguirre.

Leia também: Rojas quer repetir atuação de estreia pelo São Paulo no Rio: "Foi inesquecível"

Diego Aguirre explicou seu método de trabalho e a importância da formação em Cotia. "Estamos trabalhando em conjunto com a base, e um dos objetivos é de que os meninos façam parte da equipe principal. Como os três que subiram agora, tem outros, como Toró, que é possível fazer parte em breve. Nós precisamos desses meninos, são jogadores importantes para o processo de crescimento do clube”, analisou.

O comandante contou as principais características de Antony, Helinho e Igor Gomes, que fazem com que eles sejam as peças destacadas nesse momento para compor o elenco.

“Helinho e Antony são jogadores rápidos, de um contra um, muito habilidosos, tenho certeza que serão jogadores importantes para o São Paulo. O Igor Gomes é um meio-campista de bom jogo, bom passe. Os três são jogadores que estão preparados para crescer e engrandecer o time”, disse.

Antony, ao receber a notícia de que integraria o elenco principal, comemorou junto com Helinho, seu amigo desde o início da trajetória no Tricolor e contou para a família por telefone, que se emocionou.

“Comecei em 2011, em avaliação, tenho vivido muita coisa dentro do clube. O São Paulo me deu humildade, disciplina, me ajudou dentro e fora de campo. Neste momento passa um filme na cabeça. Desde os 7 anos sempre fui no estádio, na nossa casa, no Morumbi, torcer pelo São Paulo. Hoje saber que eu posso estar jogando, ajudando o time, e torcedores vibrando por mim, não tem preço”, disse o atacante, que vestirá a camisa 39.

Leia também: Camisas dos clubes no Top 10 do Brasileirão ficam até 40% mais caras. Confira

Helinho, que nasceu em Sertãozinho, interior de São Paulo, e duas vezes por semana vinha para Cotia ser monitorado até ser aprovado e alojar com 14 anos (idade mínima permitida), afirmou estar realizando um sonho, fruto de seu esforço.

“Foi emocionante ser aprovado como jogador do São Paulo, foi uma luta muito grande ir e voltar para casa por tanto tempo sem saber se daria certo. Um sonho de criança realizado. Hoje estou aqui no time principal graças à Deus e ao meu suor, minha determinação. Não consigo descrever esse momento”, disse o camisa 37, ainda tímido.

Na primeira partida do Campeonato Brasileiro em 2018, diante do Paraná, Helinho foi relacionado e, após alguns treinamentos, voltou a atuar na base, ajudando o Sub-20 no Campeonato Paulista, no qual o Tricolor lidera.

“Naquele período que eu estava na Barra Funda, peguei um pouco da intensidade. Temos que pensar a jogada muito antes da bola chegar no pé, acho que atualmente estou muito melhor. Dessa vez, vim pensando que era mais um período, mais uma fase de transição, e de repente, me falaram que era para ficar. Nem palavras para descrever esse momento”, finalizou Helinho.

Leia também: Recuperado de lesão, lateral Bruno Peres se coloca à disposição no São Paulo

Dos três, o primeiro a chegar foi Igor Gomes, que em alguns jogos vem sendo relacionado pelo técnico Diego Aguirre , mas ainda não foi utilizado no time principal. "Este é um momento único pra mim, um reconhecimento e uma responsabilidade que me traz ainda mais motivação, quero ajudar o meu clube do coração a ter grandes conquistas”, disse ao chegar o camisa 26, agora promovido em definitivo ao time principal.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.