Tamanho do texto

O zagueiro de 39 anos rompeu o tendão de Aquiles e deve desfalcar o Flamengo por pelo menos seis meses. Presidente do clube demonstra apoio

Diego homenageia Juan após gol contra a Chape
Reprodução / Flamengo
Diego homenageia Juan após gol contra a Chape

O Flamengo venceu a Chapecoense por 2 a 0 neste sábado (09), pelo Campeonato Brasileiro, e os jogadores aproveitaram para homenagear o zagueiro Juan, que sofreu grave lesão.

Leia também: Copa do Brasil: CBF rejeita pedido do Flamengo de adiar jogo contra Corinthians

Antes da partida, Juan divulgou em suas redes sociais que rompeu totalmente o tendão de Aquiles do pé direito e ficará fora do restante da temporada.

“Queria dizer, com muita tristeza, que ontem, durante treino, rompi o tendão de aquiles do pé direito. Romperam também minhas esperanças de ajudar o @flamengo, em campo, a conquistar os títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Só não está rompida minha confiança nesse grupo, que tem determinação e qualidade para alcançar esses objetivos, assim como minha paixão pelo clube, meu respeito por sua diretoria e seus profissionais, e minha admiração pela Nação Rubro-Negra. Agradeço as mensagens de apoio, sei que encontrarei forças pra vencer este momento difícil em minha carreira, mas quero ressaltar: o Flamengo está acima de todos e hoje, mais do que nunca, meus pensamentos e minha torcida estarão no campo, juntos de meus companheiros”, disse o zagueiro de 39 anos.

Leia também: Flamengo e Palmeiras entram em lista de empresas com maior faturamento do Brasil

Visualizar esta foto no Instagram.

Queria dizer, com muita tristeza, que ontem, durante treino, rompi o tendão de aquiles do pé direito. Romperam também minhas esperanças de ajudar o @flamengo, em campo, a conquistar os títulos do Campeonato Brasileiro e da Copa do Brasil. Só não está rompida minha confiança nesse grupo, que tem determinação e qualidade para alcançar esses objetivos, assim como minha paixão pelo clube, meu respeito por sua diretoria e seus profissionais, e minha admiração pela Nação Rubro-Negra. Agradeço as mensagens de apoio, sei que encontrarei forças pra vencer este momento difícil em minha carreira, mas quero ressaltar: o Flamengo está acima de todos e hoje, mais do que nunca, meus pensamentos e minha torcida estarão no campo, juntos de meus companheiros. 🔴⚫ #SRN #JogoLimpo #J4 #Flamengo

Uma publicação compartilhada por JUAN J4 (@j4juanoficial) em

Muito querido pelo elenco, o veterano foi homenageado pelo meia Diego, que marcou o segundo gol do Flamengo na partida, e dedicou ao ex-jogador da seleção brasileira.


Presidente apoia Juan

Juan em campo pelo Flamengo
reprodução / Twitter
Juan em campo pelo Flamengo

O presidente do clube, Eduardo Bandeira de Melo, prestou solidariedade ao jogador e disse que é ele quem vai decidir seu futuro no Flamengo.

"É extremamente pesaroso enfrentar essa situação do Juan, nosso jogador mais emblemático e que está passando por esse sofrimento Sofrimento este que se estende a todos os seus colegas, à diretoria e à torcida. Antes do doutor Márcio (Tannure) dar os detalhes, eu gostaria de dizer que o Flamengo está totalmente solidário e vai prestar todo o apoio nesse processo de recuperação", declarou o presidente logo após a vitória sobre a Chapecoense por 2 a 0, na noite de sábado, no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, pelo Campeonato Brasileiro.

"Espero que ele possa voltar muito em breve. Tudo indica que não joga mais esse ano. Mas independentemente de quando ele volta, o Flamengo faz questão de prestar toda a solidariedade ao jogador. Com relação ao futuro, vai ser do jeito que ele quiser. Assim como o contrato dele, o meu também termina no final do ano. Mas tenho certeza de que o Flamengo terá continuidade do que tem feito nos últimos seis anos. Na próxima administração, tenho certeza de que o respeito ao Juan não sofrerá nenhum arranhão", finalizou o presidente.

O médico do clube explicou a situação do zagueiro, que só deve estar de volta entre seis e oito meses.

Leia também: Ronaldinho explica motivo de saída do Flamengo e exalta: "Torcida diferente"

"Toda cirurgia tem seu índice de complicação. Nenhuma é um sinônimo de sucesso. Um dos riscos é uma sutura, que não feche direito e que rompa de novo. Mas não estamos pensando nisso agora. estamos pensando no sucesso. Acreditamos que a cirurgia será boa. Ele vai ficar em torno de seis a oito semanas com pé imobilizado, só depois colocaremos um pouco de carga. E depois de seis a oito meses ele poderá estar de volta, é o nosso prazo", finalizou Tannure sobre a situação de Juan .

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.