Tamanho do texto

Warley recebeu facadas e teve o celular furtando durante assalto. Polícia do estado conclui que ex-atacante não pagou assaltante por programa

Depois de um mês, a Polícia do Estado da Paraíba concluiu as investigações sobre o esfaqueamento do ex-atacante Warley . Ele foi vítima de uma tentativa de latrocínio, de acordo com o inquérito concluído pelo Delegado de Crimes Contra o Patrimônio, Diego Garcia, na manhã desta terça-feira. O jogador havia sido esfaqueado no dia 26 de janeiro, mas passa bem.

Leia também: Ex-atacante da seleção, Warley é esfaqueado durante assalto em João Pessoa

Warley mandando mensagem de agradecimento aos torcedores do Botafogo-PB ainda no hospital
Reprodução/YouTube/Divulgação/Botafogo-PB
Warley mandando mensagem de agradecimento aos torcedores do Botafogo-PB ainda no hospital

De acordo com o inquérito, a confusão começou dentro do carro de Warley , quando o acusado roubou o celular do jogador, que reagiu e conseguiu recuperar o aparelho. Na sequência, o atleta saiu do veículo e foi perseguido pelo suspeito. Então, ele recebeu golpes de faca para que o acusado conseguisse ficar com o telefone.

Assim, o delegado resolveu assumir como verdade a versão dada pelo suspeito, Victor Coelho da Silva. O acusado revelou que roubou o aparelho do ex-jogador porque a vítima não pagou por um programa sexual. No entanto, o ato não foi concluido. Ele disse que trabalha como travesti e afirmou foi contratado para um programa no valor de R$ 80.

"Ele me ofereceu a casa dele para irmos e eu disse que sim. Mas, do nada, desistiu e quis fazer ali mesmo. Chegando lá, queria ir para o banco de trás sem antes nem me pagar a metade e nem nada. Aí eu pedi: 'Me dê pelo menos a metade para poder começar a fazer algo mais'. E, nisso, ele disse que não e que ia para o banco de trás. Depois de tanto insistir pelo (pagamento) antecipado, ele desistiu. E eu disse: 'Então me dê a metade, porque eu já gastei tempo e dinheiro", declarou o acusado.

O ex-jogador ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Leia também: Atleta homossexual revela duas tentativas de suicídio após fracassar no Rio 2016


Entenda o caso

O ex-atacante Warley foi esfaqueado durante um assalto na madrugada do dia 26 de janeiro, em João Pessoa . O ex-atleta estacionou o carro e entrava em um prédio no bairro de Manaíra, onde mora com a família, quando foi abordado por dois assaltantes, um deles portando uma faca. Os bandidos levaram apenas o celular do ex-atleta.

Leia também: À la Anderson Silva, lutador sofre lesão assustadora no MMA; veja o vídeo

O atleta foi levado ao Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, que fica a quatro quilômetros do local do acidente. Ele chegou em estado grave e foi submetido a uma cirurgia. O ex-atacante precisou que os médicos colocassem dois drenos nos pulmões. Warley já foi liberado para casa e passa bem

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.