Tamanho do texto

Com uma arma de fogo calibre 357, torcedor do Vila Nova convocou colegas para brigar com torcida do Goiás; "vai cair é na bala", disse o homem no vídeo

Torcedor do Vila Nova grava imagens ameaçando torcida rival
Reprodução
Torcedor do Vila Nova grava imagens ameaçando torcida rival

Flávio Augusto Pereira, de 29 anos de idade, foi preso temporariamente pela Polícia Civil do Estado de Goiás nesta última sexta-feira (13). Torcedor do Vila Nova, o homem aparece em um vídeo fazendo ameaças à torcida do Goiás. Nas imagens que se tornaram virais na internet, ele aparece parciamente coberto e com uma arma de fogo calibre 357.

LEIA TAMBÉM: Ex-jogador do Botafogo e chefe do tráfico é preso no Rio de Janeiro; confira

A apreensão do torcedor aconteceu às vésperas do clássico da capital Goiânia, que será realizado neste sábado (14), às 16h30, no estádio Serra Dourada. Segundo a Polícia, Flávio Pereira foi detido por suspeita de porte ilegal de arma, associação criminosa, ameaça e incitação ao crime.

Na gravação de 29 segundos, o suspeito está vestido com roupas personalizadas do Vila Nova Futebol Clube e do Esquadrão Vilanovense. Utilizando de muitas gírias, o homem mostra a arma e ainda convoca colegas para brigar com os adversários.

LEIA TAMBÉM: Oscar conta ter recebido propostas na Europa e revela motivo de ter ido à China

Assista o vídeo:

"E aí, tio louco. Falei procê que o comando tá de riba. Olha pra você ver: brinquedinho 357 pra nós brincar com os moxés. Tá ligado que nós é o crime? É tudo nosso. Moxé vai cair é na bala se cair pra dentro, tá ligado? Vai cair é no estouro do 357, meu moleque. Olha o tamanho do buraco do danado. E aí, Daniel, bora caçar moxé?", diz o torcedor.

Moxés é a forma pejorativa na qual os torcedores do Vila Nova chamam os torcedores do Goiás. O histórico de rivalidade entre os dois clubes é grande e durante alguns diversos encontros, brigas e conflitos aconteceram.

LEIA TAMBÉM: Ex-melhor do mundo, George Weah é eleito presidente da Libéria

Clássico

O último encontro entre o Vila Nova e o Goiás aconteceu em 24 de junho, no primeiro turno da Série B. Na ocasião, um torcedor esmeraldino chegou a ser espancado pela torcida vilanovense. O Serra Dourada foi interditado e somente reaberto depois de instalações de grades de proteção do setor.

Com base nos acontecimentos anteriores, o Ministério Público de Goiás fez uma solicitação para que a partida deste sábado (14) pela 29ª rodada, aconteça com torcida única. Ou seja,  somente aquele que for torcedor do Vila Nova vai poder acompanhar o jogo, pelo time ser o mandante da vez.

    Leia tudo sobre: futebol