Tamanho do texto

22 pessoas morreram e 59 estão feridas após ato de terrorismo do Estado Islâmico nos momentos finais do show da cantora Ariana Grande

Médicos correm para atender vítimas do atentado em Manchester no show da cantora Ariana Grande
Divulgação
Médicos correm para atender vítimas do atentado em Manchester no show da cantora Ariana Grande

Os dois maiores clubes de Manchester, o United e o City , lamentaram o ataque terrorista realizado na noite desta última segunda-feira (22) e se uniram na dor dos atingidos pelo atentado.

LEIA TAMBÉM: Empresário do goleiro Bruno é suspeito de matar enteado em Minas Gerais

Por meio de nota oficial, o City informou que "os pensamentos e orações" de todos os clubes "estão com as pessoas de Manchester e todos aqueles afetador pela série de horríveis eventos da última noite". O clube ainda disponibilizou sua casa, o Etihad Stadium, para que equipes de emergência possam utilizar como um "centro de apoio na sequência dos trágicos eventos".

O United também emitiu um comunicado lamentando o atentado e ressaltou que havia crianças de "escolas parceiras da nossa Fundação Manchester United no local do show". "A equipe está pronta para deixar a polícia e outros serviços de emergência de todas as maneiras que forem necessárias durante esse tempo desafiador para nossa cidade", escreveu o time em nota.

LEIA TAMBÉM: Polícia prende ex-presidente do Barcelona e mira em Ricardo Teixeira

Ataque terrorista

Durante uma apresentação da cantora pop americana Ariana Grande, na Arena Manchester, no Reino Unido, uma explossão causada por uma bomba caseira aconteceu por volta das 00h30 do horário local, e deixou pelo menos 22 mortos e 59 feridos, de acordo com as informações da polícia local. A polícia de Manchester confirmou que crianças estão entre as vítimas fatais. O autor do ataque não teve sua identidade revelada também morreu na explosão e o grupo extremista Estado Islâmico assumiu a autoria do ataque. A polícia britânica ainda informou que a bomba utilizada era de fabricação caseira.

LEIA TAMBÉM: Ex-governadores de Brasília são presos por corrupção na Copa 2014

Final da Liga Europa

Após o atentado na Inglaterra , a Uefa emitiu um comunicado, afirmando estar "chocada" com o ocorrido mas informou que manterá a partida final da Liga Europa entre Manchester United e Ajax, programada para a próxima quarta-feira (24), em Escotocolmo, na Suécia.

Por conta do ato de terrorismo em Manchester e outro que aconteceu na Suécia em 7 de abril, a entidade afirmou que "está trabalhando de maneira muito próxima com as autoridades locais por muitos meses e que o risco de terrorismo foi levado em consideração desde o início do projeto".

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.