Tamanho do texto

Orçadas em cerca de R$ 600 milhões, as obras no estádio Mané Garricha custaram, no total, cerca de R$ 1,5 bilhão

A Polícia Federal está cumprindo mandados de prisão temporária nesta terça-feira contra dois ex-governadores de Brasília, José Roberto Arruda e Agnelo Queiroz, por conta de corrupção na construção do estádio Mané Garrincha, um dos palcos da Copa 2014.

Leia também: Executivo que processa Fifa revela que sorteios da Copa são manipulados

A ordem de prisão também atinge o ex-vice-governador da capital federal Tadeu Filippelli, que atualmente trabalha como assessor especial do presidente do Brasil, Michel Temer. O Mané Garrincha passou por uma ampla reforma para sediar partidas da Copa 2014 .

Estádio Mané Garrincha, localizado em Brasília, foi palco de alguns jogos da Copa 2014
Agência Brasil / Divulgação
Estádio Mané Garrincha, localizado em Brasília, foi palco de alguns jogos da Copa 2014

As ordens de prisão foram emitidas após a delação premiada de executivos da construtora Andrade Gutierrez, responsável pela reforma. De acordo com as primeiras informações da PF, a obra teve um superfaturamento de até R$ 900 milhões. 

"Orçadas em cerca de R$ 600 milhões, as obras no estádio, que é presença marcante na paisagem da cidade, custaram ao fim, em 2014, R$ 1,5 bilhão. O superfaturamento, portanto, pode ter chegado a quase R$ 900 milhões", informou em nota a PF.

Leia também: Ronaldo diz que não se arrepende de ter trabalhado para CBF de Marin e Del Nero

Ao todo, foram 10 mandados de prisão temporária, três de conduções coercitivas (quando um acusado é obrigado a ir a sede da PF para depor) e 15 mandados de busca e apreensão. Esses mandados atingem pessoas ligadas à construtora, funcionários públicos e os chamados "operadores de propina".

Os acusados

Agnelo foi governador do Distrito Federal entre os anos de 2011 e 2015, quando foi condenado em outra ação pela Justiça e perdeu seus direitos políticos por oito anos. Filipelli foi seu vice durante esse período, que foi condenado em primeira instância, mas foi absolvido pelo Tribunal Superior Eleitoral no mês de fevereiro. Atualmente, age como assessor especial da Presidência.

Leia também: Polícia prende ex-presidente do Barcelona e mira em Ricardo Teixeira

Já Arruda governou Brasília entre 2007 e 2010, quando também teve seu mandato cassado pela Justiça. A capital federal foi uma das cidades que recebeu jogos da Copa 2014 e o Mané Garrincha é utilizado pelos times locais e também por grandes clubes do Brasil, que mudam seus mandos de jogos para o estádio.

    Leia tudo sobre: Futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.