Tamanho do texto

David Goodwillie e David Robertson eram colegas de equipe e atuavam pelo Dundee United; juntos abusaram de uma mulher na Escócia, em 2011

Os jogadores David Goodwillie e David Robertson estupraram uma mulher em 2011
Reprodução
Os jogadores David Goodwillie e David Robertson estupraram uma mulher em 2011

Os jogadores escoceses David Goodwillie, 27 anos, e David Robertson, 30, foram indiciados pelo Tribunal de Edimburgo, responsável em determinar que os dois homens estupraram uma mulher.

Leia mais: Jogador da NFL é vítima de chantagem sexual por modelo cubana

O fato teria acontecido em 2 de janeiro de 2011, na cidade de Armadale, na Escócia. Na ocasião, os dois jogadores eram colegas de time e atuavam pelo Dundee United. A primeira acusação foi abandonada em julho daquele ano pois não haviam provas contra Goodwillie. No entanto, David Robertson nunca foi acusado.

Denise Clair, de 30 anos, desistiu do anonimato e inicialmente os processou em R$ 1,98 milhões mas acabou fechando o acordo por um valor cinco vezes inferior. Apesar de nunca terem enfrentado um julgamento criminal, Goodwillie e Robertson foram condenados a pagar R$ 396 mil por danos à mulher.

A mulher afirmou estar "amargamente desapontada" pois nenhuma acusação criminal foi apresentada contra os dois atletas.

Leia mais: Ex-jogador inglês fala de abuso sexual no futebol: "É uma epidemia"

Caso

Robertson e Goodwillie no Dundee United
Reprodução
Robertson e Goodwillie no Dundee United

Segundo dito por Denise no tribunal, ela se lembra de ter encontrado David Robertson na noite anterior, mas não se recorda de Goodwillie no bar onde estavam. Na manhã do dia 2, acordou nua ao lado dos dois, em uma casa desconhecida.

O juiz responsável pelo caso, Lord Armstrong, disse que a acusação de Denise era "coerente e convincente". Ele ainda afirmou que os jogares se aproveitaram da mulher, que estava vulnerável por um consumo excessivo de álcool e, assim sendo, não estava apta para tomar decisões, estando ainda incapaz de dar consentimento significativo. Sendo assim, Goodwillie e Robertson a estruparam.

Leia mais: Boxeador marroquino é preso na Vila Olímpica por suspeita de estupro

Segundo Armstrong, Denise alegou que nunca teria tido relações sexuais com dois homens ao mesmo tempo por livre espontânea vontade e que nunca havia feito isso antes. Do outro lado, os dois jogadores alegaram que a relação sexual tinha sido consensual.

Na Escócia, a Lei de Ofensas Sexuais de 2009 especifica que a atividade sexual é crime enquanto uma pessoa está incapaz de decisões expressivas e sob os efeitos do álcool.

Ex-atacante da seleção escocesa, David Goodwillie atualmente defende o Playmouth enquanto David Robertson joga no Cowdenbeath. Segundo os clubes, os dois jogadores não participariam de suas respectivas partidas até que o relatório do juiz fosse determinado e fechasse o caso.

    Leia tudo sobre: futebol