Tamanho do texto

O crime, que teria sido cometido na última quarta-feira, foi contra duas camareiras que trabalham na Vila Olímpica

Hassan Saada foi preso na Vila Olímpica dos atletas
Divulgação
Hassan Saada foi preso na Vila Olímpica dos atletas

O boxeador marroquino Hassan Saada foi preso, na manhã desta sexta-feira, por agentes da 42ª DP (Recreio) por suspeita de estupro contra duas camareiras que trabalham na Vila dos Atletas, na Zona Oeste do Rio.

Ele teria tentado beijar um delas a força, após prendê-la contra a parede, e apertado os seios de outra funcionária da vila. Elas apresentaram queixa na delegacia na última terça-feira, dia 2.

A ordem de prisão expedida pela juíza Larissa Nunes Saly é de 15 dias e pode deixar o atleta de fora dos Jogos. 

Notícias, fotos, medalhas, tempo real... Veja tudo sobre os Jogos Olímpicos

Ele estrearia na competição no próximo sábado, dia 6, quando lutaria com o turco Mehmet NadirIdade Unal, de 23 anos. A sede diplomática do Marrocos no Brasil foi notificada sobre o episódio.

A prisão foi feita pela delegada Carolina Salomão. A investigação do caso foi conduzida pelo delegado Eduardo Ozório, que coletou provas do crime e representou pela decretação da prisão temporária do atleta. O Juizado do Torcedor e dos Grandes Eventos deferiu a medida, pelo prazo de 15 dias, o que deve impedir a sua participação na Olimpíada.

*Com informações de O Dia, Estadão Conteúdo e Ansa