Tamanho do texto

Com o ano praticamente perdido, Eduardo Bandeira de Mello assiste ao seu time ser eliminado em mais uma competição; confira o comentário do Guipa

O momento do Flamengo não é o melhor. Mesmo com o altíssimo investimento, o clube não consegue obter os resultados esperados pela torcida. Para Guilherme Pallesi, o culpado disso tudo tem nome e sobrenome: Eduardo Bandeira de Mello. Assista ao vídeo editado por Yuri Catelli.

Leia também: Jair Ventura elogia elenco do Corinthians e pede pés no chão pelo título

Flamengo eliminado

O Flamengo deu adeus ao seu sonho mais real. Ao perder para o Corinthians por 2 a 1, nessa quarta-feira (26), no Itaquerão, o Rubro Negro deu adeus a Copa do Brasil e sua premiação milionária. A pressão sobre o técnico Mauricio Barbieri cresce. Agora, para conquistar um título no último ano de mandato do presidente Eduardo Bandeira de Mello, o time precisa correr atrás do prejuízo no Campeonato Brasileiro.

A primeira chance do jogo ser do Flamengo foi um sinal do que seria o primeiro tempo. O Rubro-Negro assustou o Corinthians em cruzamento de Everton Ribeiro desviado pela zaga, aos 10.

Leia também: O talento desamarrou a semifinal em São Paulo . Falta de inspiração travou o jogo e ntre Cruzeiro e Palmeiras

No entanto, a força do fator casa começou a agir. Empurrado pela torcida, o time paulista abriu o placar aos 13. Jadson teve liberdade para lançar e encontrar Danilo Avelar nas costas de Pará e Everton Ribeiro . O lateral corintiano completou para as redes.

O Flamengo não se abalou. E quatro minutos depois do gol, empatou a partida. Pará recebeu bom passe em profundidade de Willian Arão e cruzou. Henrique desviou e enganou o goleiro Cássio.

No segundo tempo, o Flamengo manteve a postura de buscar o gol. Diego, que depois daria lugar a Vitinho, assustou aos 9, de falta. Lucas Paquetá, dois mintos depois e aos 20, deu trabalho para Cássio.

Leia também: Confusão acirra ânimos para encontro entre Palmeiras e Cruzeiro pelo Brasileirão

Aos 23, o Corinthians mais uma vez mostrou a sua força no Itaquerão, onde o Flamengo jamais venceu. Pedrinho, que entrara 38 segundos antes, bateu de fora da área e marcou. Sem pode de reação, o clube carioca deu adeus a Copa do Brasil.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.