Binacional vira pra cima do São Paulo na estreia da Libertadores 2020 arrow-options
Reprodução/Twitter Conmebol
São Paulo é derrotado pelo Binacional no Peru








O São Paulo estreia jogando 50% do jogo em uma altitude de 3825 metros, a maior enfrentada pelo clube em toda a sua histótia gloriosa na Copa Libertadadores da América. Jogo que foi tranquilo no 1º tempo e o time, de Fernando diniz, mas comandado por Márcio Araújo, poderia ter aplicado uma goleada e apenas jogar progasto no 2º tempo, já que o gás iria acabar de qualquer jeito, basta ver como osjogadores aaíram de campo no intervalo.

São Paulo X Altitude

Ontem eu escrevi que o São Paulo teria a altitude como sua grande adversária na estreia da Libertadores. O time do Binacional é o atual campeão peruano e, apesar do futebol do Peru viver um momento importante em sua selação, o que vimos foi um time fraco tecnicamente e sem nenhum repertório.

Vexame

Mesmo assim, o São Paulo cosneguiu perder para o Binacional e de virada, depois de um bom 1º tempo, bom sim, jamais excelente como muitos disseram, pra ser excelente, só se tivesse feito todos os gols que perdeu em chances cara a cara com o goleiro.

Uma vergonha prum time com a folha salarial que tem o São Paulo , tomar a virada do jeito que tomou do Binacional ontem. O time peruano merece todo o meu respeito e de toda a comunidade Tricolor, mas se colocarmos o clube no Campeonato Paulista, ele vai pra A2 tranquilamente.

Pato comemora gol contra o Binacional na Libertadores arrow-options
Reprodução/Twitter Conmebol
Pato comemora após marcar contra o Binacional



O São Paulo conseguiu sair na frente com gol de Alexandre Pato, após ter perdido uma chance com o atacante minutos antes, ele estava debaixo do gol e cabeceou pra fora no susto. O Triclor abriu o placar sem fazer muita força e o jogo era disputado num "ataque contra defesa" dos dois lados, a bola era pouco trabakhada pelas equipes. O Binacional tentando nas bolas esticadas e de velocidade e o São Paulo, retomando a posse de bola na frente e abrindo espaços na defesa adversária.

Diniz e São Paulo

Tudo parecia transuilo para o São Paulo , o time criava chances atrás de chances: Pablo perdeu 2, uma em que pegou rebote do goleiro e finalizou de primeira à esquerda do gol e a outra, em que num contra-ataque estava com 2 companheiros para fazer o passe e foi fominha, mandou a bola por cima do gol. Antony tambem perdeu uma chance cara-a-cara com o goleiro e chutou fraquinho, de pé direito, que não ér "o pé bom". Fico imaginando quanto o Pelé não valeria hoje, já que Antony pode render ao São Paulo 135 milhóes de reais e só chuta com a canhota.

Torcedor ainda acredita

As chances perdidas no 1º tempo, custaram caro no 2º. Na saída dos jogadores para os vestiários, era assustadora a força que eles faziam para respirar, claro, tudo por causa da altitude. Mas e a atitude que faltou no 1º tempo, onde fica? E a displicência ao achar que ojogo estava fácil? E a falta de capricho e atenção na hora de matar o jog? Isso não é culpa da altitude, que me desculpem os são-paulinos.

No 2º tempo, veio o gol logo no recomeço e aí, o time morto e sem gás levou a virada e de forma estéril, buscou jogar. Calaro que o torcedor ainda acredita e tem que fazer isso mesmo, é só começo, mas o São Paulo se complica demais no Grupo D com essa derrota. Acredito que LDU e River (se não der bobeira) vencem o fraco Bincional no Peru.

Defeitos se repetem

Os defeitos do São Paulo de Diniz, que vem desde o São Paulo de tantos outros treinadores, se repetem a cada jogo e isso, o descredencia a altos vôos na Libertadores, a não ser quando for a Quito enfrentar a LDU na altitude. Talvez esse seja o mais alto que o São Paulo ainda chegue na Libertadores 2020.

Daniel Alves esperança do São Paulo na temporada 2020 arrow-options
Agência O Globo
Daniel Alves


Claro que o time pode crescer na competição e encorpar, mas jogando desse jeito, com ou sem altitude e sem atitude de vencedor e campeão, fica difícil acreditar que o São Paulo faça a final em novembro no Maracanã.

Diniz será mais pressionado a cada partida e na semana que vem, o duelo contra a LDU no Morumbi pode ditar os ritmos e caminhos do clube em 2020. Um resultado que nçao seja a vitória com casa cheia, será uma catástrofe para as pretensões tricolores na Libertadores. Os equatorianos vêm à São Paulo muito ocnfortáveis depois dos 3x0 contra o River.

"Menino Ney"

E para você, o que o São Paulo vai fazer na Libertadores 2020? Comente...










    Veja Também

      Mostrar mais