Tamanho do texto

Instituto Janeth Arcain é a maior cesta da vida da ex-atleta

Janeth Arcain e a cesta mais importante da sua vida
Divulgação
Janeth Arcain e a cesta mais importante da sua vida


Janeth dos Santos Arcain é uma das principais jogadoras de basquete que o Brasil já teve. A ex-ala soma 2.247 cestas pela seleção brasileira e tem extenso currículo na bagagem, passando pelos principais clubes nacionais e pelos Estados Unidos, onde jogou por oito anos e tornou-se a primeira brasileira na Liga Profissional Americana (WNBA).

Leia mais: Conheça os nove jogadores brasileiros da NBA

Além de ter sido a prefeita da Vila dos Atletas nos Jogos Olímpicos e Paralímpicos do Rio, entre tantos títulos e destaques, uma das principais " cestas " que Janeth considera ter marcado ocorreu fora das quadras: o Instituto Janeth Arcain (IJA), inaugurado em fevereiro de 2002, que tem por missão democratizar o acesso ao esporte de qualidade. O conceito é oferecer e promover o basquete como fator de desenvolvimento humano tal como ferramenta transformadora da sociedade no exercício da cidadania.

“O Instituto está inserido no Esporte Educacional e atende mensalmente 700 crianças e jovens, de 7 a 17 anos. Para resultados expressivos, desenvolvemos nossa própria metodologia que, didaticamente, está dividida em duas vertentes: Ensino do Esporte e Ensino pelo Esporte”, explica a ex-atleta olímpica que conquistou a prata para o Brasil nos Jogos de Atlanta em 1996 ao lado de Paula, Hortência e companhia. 

Leia mais: "Quero aniquilá-los", diz ala-pivô do Warriors sobre o Cavaliers

INSTITUTO JANETH ARCAIN

Atualmente o Instituto Janeth Arcain exerce atividades em cinco cidades: Santo André (sede), Atibaia, Bragança Paulista e Cubatão, no estado de São Paulo, além de João Pessoa, na Paraíba. Todos os núcleos contam com recursos da Lei de Incentivo ao Esporte, do governo federal.

“A Lei de Incentivo Fiscal tem sido uma poderosa ferramenta de apoio ao esporte nacional em todos os âmbitos. É um divisor de águas na captação de recursos. Desde a chancela, em 2007, as empresas ficaram mais receptivas, principalmente quando falamos em esporte educacional. Com a Lei de Incentivo e com o interesse das empresas privadas, conseguimos ampliações de atendimento e passamos a atender cidades fora da capital”, ressalta a idealizadora, hoje com 47 anos.

Leia mais: Michael Jordan, o atleta dos ares. Confira dez enterradas do astro

Mais de 10 mil crianças e jovens já foram atendidos desde a fundação da primeira unidade do Instituto.  “Os resultados de impacto social na ultima década têm sido um facilitador para novas parcerias, sobretudo por parte daquelas empresas que também enxergam no esporte uma plataforma de conhecimento e desenvolvimento físico e intelectual”, conta a ex-cesta, destacando que após o benefício da LIE o projeto apresentou diversas melhorias, como um adequado reforço alimentar pós-aulas, uniformes esportivos, palestras educativas para alunos e familiares, entre outras.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.