Estátua de Ayrton Senna colocada em sede da McLaren pesa 160 quilos
Reprodução
Estátua de Ayrton Senna colocada em sede da McLaren pesa 160 quilos

Nesta quarta-feira (06), a McLaren anunciou a instalação de uma estátua de bronze de Ayrton Senna na sede da scuderia, em Woking, no Reino Unido. O monumento foi uma cortesia do artista britânico Paul Oz que já produziu diversas obras do piloto brasileiro.

Leia também:  Fernando Alonso deixa portas abertas para voltar para possível retorno à F1

A estátua de Ayrton Senna na sede da McLaren tem 160 quilos e demorou oito meses para ficar pronta. O piloto é retratado guiando um carro através das curvas de Eau Rouge e Raidillion em Spa-Francorchamps, na Bélgica.

Assista abaixo o vídeo de apresentação da estátua.

Ayton Senna assinou com a McLaren em 1988 e correu pela equipe até 1993. A passagem do piloto pela scuderia ficou marcada por sua rivalidade com o francês Alain Prost, piloto da Ferrari. Os dois protagonizaram algumas ‘brigas’ durante as corridas e disputavam o título mundial lado a lado.

Você viu?

Leia também:  Nesta quarta-feira, Manchester United relembra acidente aéreo de 1958

Foi com a McLaren que Senna venceu três títulos mundiais na categoria. O primeiro em 1988 durante o GP do Japão; dois anos depois, o brasileiro voltou a levantar o caneco da Fórmula 1 após uma batida com Prost e em 1991 Ayrton Senna fechou suas conquistas com a equipe britânica.

No ano seguinte, em 1992, a relação com a McLaren não estava das melhores, em partes por conta do modelo MP4/7A que teve diversas falhas durante a temporada. Mas Senna continuou por mais um ano na scuderia e se transferiu para a Williams em 1994.

A Williams foi sua última equipe. O brasileiro sofreu um grave acidente no GP de San Marino, em Ímola, na Itália, e faleceu poucas horas depois no Hospital Maggiore de Bolonha, no dia 01 de maio de 1994.

Leia também:  GP do México deve deixar o calendário da Fórmula 1 a partir de 2020

A estátua de Senna na sede da McLaren não é a única do brasileiro no mundo. Existe um monumento de Ayrton em Donington Park, na Inglaterra; um no Principado de Mônaco (onde venceu o GP por seis vezes, um recorde) e outro em São Paulo, no bairro do Paraíso, próximo ao Parque do Ibirapuera.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários