GP da Inglaterra registrou maior público da temporada: 140 mil pessoas
Reprodução
GP da Inglaterra registrou maior público da temporada: 140 mil pessoas

A Liberty Media, grupo que organiza a Fórmula 1 desde 2017, anunciou nos últimos dias que a temporada de 2018 foi um sucesso de público na categoria do automobilismo.

Leia também:  Federação Internacional quer homens e mulheres competindo juntos na F1

De acordo com as informações disponíveis, o público cresceu 7.8% em relação ao ano anterior. Em números totais foram quatro milhões de pessoas em todas as 21 provas do circuito.

Olhando as corridas realizadas no domingo, a média de público registrada foi de 80 mil espectadores. O aumento agradou e deixou os sócios da agência otimistas. Eles projetam um aumento ainda maior para o ano de 2019.

“Esses números grandes, comparados favoravelmente com outros grandes eventos esportivos, confirmam uma tendência de crescimento”, disse San Bratches, diretor de operações especiais da Fórmula 1 .

San tem razão. O público da Fórmula 1 em apenas um dia durante 2018 superou o registrado na Liga dos Campeões (46.630), na Bundesliga (44.657) e na final da Copa do Mundo da Rússia (47.317).

Você viu?

Leia também:  Regra da Fórmula 1 para 2019 diminui pressão sobre o peso dos pilotos

A competição que chegou mais próximo da Fórmula 1 em termos de média foi a NFL, campeonato de futebol americano dos EUA. O esporte da bola oval registrou 67.405 espectadores por jogo.

Somente no GP da Inglaterra , disputado em 08 de julho no Circuito de Silverstone, 140 mil pessoas assistiram a corrida, o maior público entre as provas do ano. O segundo lugar ficou com o GP do México: 135.407 espectadores.

“Estamos particularmente satisfeitos com os resultados e as pesquisas realizadas durante a temporada com relação aos níveis de satisfação dos espectadores, pois mostram que nossos esforços para envolver os torcedores estão funcionando bem”, completou San Bratches.

Com a boa perspectiva no segundo ano da Liberty Media na Fórmula 1 é bem possível que a ideia da empresa em modificar o calendário da categoria se concretize.

Em novembro de 2018 foi apresentada uma proposta para os investidores da empresa a fim de  aumentar o número das corridas para 25 ao ano e mudar de local as provas que não são lucrativas. Dessa forma, o público da F1 pode aumentar ainda mais.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários