Tamanho do texto

O conjunto de carro e piloto terá o peso mínimo de 740 kg em 2019, o que dá margem para os pilotos pesarem até 80 kg e diminuírem as dietas pesadas

Fórmula 1 tem novas regras de peso para conjunto e carro e piloto para 2019
Reprodução
Fórmula 1 tem novas regras de peso para conjunto e carro e piloto para 2019

A Fórmula 1 de 2019 terá uma novidade quanto ao peso mínimo do conjunto entre carro e piloto. Na última temporada esse peso era de 734 kg e na temporada do ano que vem será de 740 kg. Mas porque essa seria uma informação importante?

Leia também:  Schumacher não está em coma e só respira sozinho, diz jornal inglês

A mudança do peso mínimo na categoria reflete diretamente no peso de cada piloto e no desempenho do mesmo. Por muitos anos as festas de fim de ano eram um tormento para os atletas da Fórmula 1 que precisavam entrar em dietas rigorosas para manter o peso para a nova temporada.

Para se ter uma ideia de quanto a imposição de peso era pesada para os pilotos, no ano de 2009 o espanhol Fernando Alonso chegou a desmaiar depois da corrida do Bahrein, devido uma dieta. É importante ressaltar que a cada corrida o piloto perde dois quilos.

Com a nova regra de 2019 todos os pilotos terão uma margem de 80 kg para atingir. Aqueles que estiveram abaixo dessa linha podem colocar um lastro junto ao cockpit.

O novo número fica mais confortável para atletas menores do que 1.80m, por exemplo, e um pouco flexível para os que têm acima dessa altura, porém é uma mudança significativa em relação há esse ano. São seis quilos a mais.

Leia também:  Ferrari organiza exposição para comemorar 50 anos de Schumacher. Veja

O técnico da Williams, Paddy Lowe, comemorou a mudança pela ótica dos pilotos. “Vários pilotos vinham pedindo há anos por essa mudança. Especialmente os mais jovens estão sendo constantemente forçados a perder peso e isso pode levar a problemas de saúde”, disse.

Lewis Hamilton está entre os mais baixos da categoria. O britânico pentacampeão mundial de Fórmula 1 tem 1.74m e avisou no fim da atual temporada que no próximo ano aproveitará as mudança de maneira diferente.

“Quero aproveitar a nova regra para mudar meu treino, ganhar mais massa muscular, fazer menos exercícios cardiovasculares. Vou aparecer bem diferente ano que vem”, adiantou Lewis.

Leia também:  Hamilton admite "super foco" para enfrentar jovens pilotos em 2019

A mudança já tinha sido anunciada pelo Grupo de Estratégia da Fórmula 1 em janeiro de 2018. A ideia é aumentar a competitividade e deixar a corrida mais justa.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.