Tamanho do texto

O piloto falou ainda sobre a possibilidade de ultrapassar Schumacher no número de vitórias e títulos e sobre a desigualdade na categoria

Lewis Hamilton se tornou pentacampeão da Fórmula 1
Divulgação
Lewis Hamilton se tornou pentacampeão da Fórmula 1

O pentacampeão da Fórmula 1 , Lewis Hamilton, já está no Brasil para a realização do Grande Prêmio de Interlagos , no próximo domingo (11).

Leia também: Grande Prêmio do Vietnã é anunciado no calendário da Fórmula 1 a partir de 2020

Em  entrevista coletiva, Hamilton falou sobre sua relação com o circuito de São Paulo, e admitiu que ele é o seu "calcanhar de Aquiles".

"Interlagos é um dos circuitos mais complicados do ano. O clima é sempre uma questão, tem bastante desgaste de pneu. É um circuito desafiador na parte física, por ser anti-horário, também para o motor, por causa da altitude. Tem sido, por algum motivo, quase que meu calcanhar de Aquiles", afirmou.

Admirador do Brasil e dos brasileiros, o piloto britânico disse sentir a presença de Ayrton Senna no autódromo.

"Lembro de ver Ayrton correr aqui, e eu ficava emotivo com aquilo. Consigo sentir a presença dele. Eu tenho uma profunda admiração pelo povo brasileiro e os fãs brasileiros também gostam muito de mim. Gosto de estar aqui, eu realmente gosto do Brasil. Estou muito ansioso por este final de semana", se declarou Hamilton.

Visualizar esta foto no Instagram.

When it starts to feel real✋🏾🏆 #LHFive

Uma publicação compartilhada por Lewis Hamilton (@lewishamilton) em

Leia também: Jovens do kart substituirão grid girls antes do GP do Brasil em Interlagos

Questionado sobre a possibilidade de bater o recorde de vitórias e títulos de Michael Schumacher, o piloto desconversou e disse estar focado na conquista do mundial de construtores da categoria.

" Muitas pessoas me perguntam isso. Honestamente, é muito importante não prometer nada. Sou muito grato por mais duas temporadas na Fórmula 1, agora tive o quinto título. No momento não tenho nenhum sonho, é passo a passo. Não é meu objetivo, quero continuar evoluindo com esse time e trabalhar. Realmente acredito neste time e nessa relação incrível que construímos, quero contonuar melhorando. Meu primeiro objetivo é ganhar o título de construtores. Depois é melhorar pessoalmente e acredito que posso melhorar".

Primeiro negro a ser campeão da Fórmula 1, o piloto se queixou da falta de diversidade na categoria, e como isso o entristece.

Leia também: Autódromo de Interlagos passa por reformas para receber GP de Fórmula 1

"Eu caminho ao redor e percebo como há pouca diversidade lá. Isso é uma coisa que convivo desde o dia que eu comecei no kart. Desde que eu cheguei à Fórmula 1, abriram tantas vagas, há mais postos de trabalho e vejo tão pouca diversidade. Isto é bem triste neste esporte", lamentou Hamilton .

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.