Tamanho do texto

Idealizada pelo brasileiro Gil de Ferran, a corrida percorrerá os lugares mais remotos do planeta como a floresta amazônica e o Himalaia. Saiba mais

A 'Extreme E' é a nova categoria de corrida off-road que percorrerá lugares inóspitos no mundo
Reprodução
A 'Extreme E' é a nova categoria de corrida off-road que percorrerá lugares inóspitos no mundo

Um novo evento de automobilismo off-road foi lançado nesta quinta-feira (31), em Londres, na Inglaterra. Trata-se do Extreme E, que terá o brasileiro Gil de Ferran como representante máximo da categoria ao lado do empresário Alejandro Agag, CEO da Fórmula E.

Leia também:  CEO da Ferrari cobra título da F1 em 2019: "investimentos refletem isso"

A corrida com utilitários esportivos elétricos (SUVs)  off-road será disputada nos pontos mais inóspitos do planeta, como a floresta amazônica, Himalaia, deserto do Saara, ilhas do Índico, entre outros. Além disso, os competidores terão o navio Royal Mail Ship – Santa Helena como base de apoio. 

”O Extreme E oferece um conceito único de esporte, aventura e entretenimento que nunca foi visto ou feito antes. Os fãs podem esperar uma maneira completamente nova de consumir o esporte, com cada episódio contando não apenas a história esportiva de uma corrida, mas uma história que mira consciência ambiental e proteção a esses locais remotos”, disse Gil de Ferran, presidente da nova categoria.

Prevista para iniciar em 2021, a competição de automobilismo elétrico terá um papel fundamental na conscientização global dos problemas específicos que cada ambiente enfrenta, como o derretimento das calotas polares, o desmatamento, o recuo das geleiras, a poluição do plástico nos oceanos e o aumento do nível do mar.

”Eu acredito fortemente que a Extreme E pode ajudar a tornar o mundo mais sustentável, mais rápido, e nós temos uma equipe dos sonhos para tornar essa ambição uma realidade”, disse Alejandro Agag, CEO e fundador da Formula E, primeira competição de carros elétricos, que está em sua quinta temporada. 

Leia também: Fãs da NFL podem mandar vizinhos para spa e assistir o Super Bowl. Veja como

A equipe da Extreme E será formada pelo cineasta vencedor do Oscar e novo diretor artístico do Extreme E, Fisher Stevens na produção da série de TV “doc-sport” e o aclamado explorador britânico e ambientalista David de Rothschild que será o chefe explorador do Extreme E.

O estilo de competição da Extreme E se associa a Fórmula E com dois grupos de seis equipes – sendo que os quatro primeiros avançam para o estágio eliminatório e cada piloto vai frente a frente para conseguir um lugar na final. 

A 'Extreme E' tem ampla influência da Fórmula E, categoria com carros elétricos
Reprodução
A 'Extreme E' tem ampla influência da Fórmula E, categoria com carros elétricos

“Estou muito feliz por fazer parte deste novo e excitante projeto. A corrida pela criação de um manual operacional de soluções e ações ambientais positivas em prol da natureza está apenas começando”, contou David de Rothschild. 

Adotando uma abordagem inovadora para a transmissão de esportes, as corridas da Extreme E serão exibidas em todo o mundo em um estilo de série-documentário, permitindo que os fãs acompanhem cada episódio com uma sensação cinematográfica.

Nikolai Setzer, membro do Conselho Executivo da Continental AG, responsável pela divisão de Pneus e Compras Corporativas, afirmou “Estamos realmente entusiasmados com a parceria com à Extreme E. Esse novo formato de esportes de corrida oferece a oportunidade de demonstrar como nossos pneus de desempenho ultra-alto são bem-sucedidos em condições extremas”.

Leia também:  Exposição sobre os melhores surfistas brasileiros do momento chega a SP

E emendou. “Os pilotos nesta série off-road aventureira irão experimentar como o desempenho encontra a segurança em qualquer terreno. Um fator importante desta série será o de aumentar a conscientização do público em relação aos desafios atuais e futuros, como as mudanças climáticas, a interação responsável com o meio ambiente e a proteção de importantes ecossistemas”.