Tamanho do texto

Tricampeão mundial de Fórmula 1 passou cerca de dez dias internado; havia preocupação por conta de cirurgia de transplante de pulmão em 2018

O ex-piloto Niki Lauda recebeu alta na última quarta-feira (16) do Hospital Geral de Viena, na Áustria, após ter passado 10 dias internado por conta de uma forte gripe. O tricampeão mundial de Fórmula 1 ficou doente durante o período das festas de Natal, que estava passando com sua família em Ibiza, na Espanha.

Leia também: Sete motivos que fazem de 2019 um ano especial para o automobilismo

Ex-piloto Niki Lauda recebeu alta de hospital em Viena após forte gripe
Divulgação
Ex-piloto Niki Lauda recebeu alta de hospital em Viena após forte gripe

A internação de Niki Lauda causou muita preocupação, já que o austríaco tinha passado em agosto de 2018 por uma cirurgia de transplante de pulmão.

Em entrevista à agência de notícias austríaca APA , Walter Kleptko, chefe do departamento torácico do hospital, informou que a gripe não colocou em nenhum momento em risco a vida do ex-piloto. Além disso, o médico também confirmou que não foi necessário o uso de respiração artificial em Lauda.

Leia também: Aposentado da Fórmula 1, Fernando Alonso pode correr no Rally Dakar em 2020

O histórico médico do ex-piloto é extenso, sendo marcado pelo acidente no Grande Prêmio da Alemanha de 1976, em Nurburgring. Na ocasião, a Ferrari que ele pilotava bateu e pegou fogo, e Lauda sofreu intoxicação pela fumaça diversas queimaduras pelo corpo.

Leia também: Maurizio Arrivabene deixa comando da Ferrari após quatro anos e sem conquistas

Além disso, o austríaco precisou passar por dois transplantes de rins, em 1997 e 2015. Niki Lauda , que foi piloto da Ferrari e da McLaren, disputou 13 temporadas na Fórmula 1 e contabiliza 25 vitórias. O austríaco de 69 anos foi campeão mundial em 1975, 1977 e 1984.