Tamanho do texto

A contratação do piloto de 23 anos, que atualmente corre pela Renault, deve ser anunciada nos próximos dias

O espanhol Carlos Sainz Jr. deve ser o escolhido pela McLaren para substituir Fernando Alonso , que anunciou nesta terça-feira que não continuará na Fórmula 1 na próxima temporada. A informação é do site britânico Autosport .

Leia também: Fernando Alonso anuncia aposentadoria da Fórmula 1 ao final da temporada

Carlos Sainz Jr. (à direita) deve ser o substituto de Fernando Alonso na McLaren a partir do ano que vem
Divulgação
Carlos Sainz Jr. (à direita) deve ser o substituto de Fernando Alonso na McLaren a partir do ano que vem

A decisão deve ser anunciada nos próximos dias pelo diretor da equipe inglesa, Zack Brown, que teria chegado a um contrato de dois anos com Carlos Sainz Jr. , filho do multicampeão de rali Carlos Sainz.

O australiano Daniel Ricciardo substituirá Sainz na Renault, após sair da Red Bull Racing que, por sua vez, contratou o francês Pierre Gasly para substituí-lo.

De acordo com a Autosport , o companheiro do espanhol na McLaren ainda não está definido. A vaga é disputada pelo atual dono do posto, o belga Stoffel Vandoorne, e o inglês Lando Norris.

Leia também: Massa diz que Alonso "dividia" a Ferrari e lembra "alívio" ao deixar escuderia

Carreira de Carlos Sainz Jr.

Carlos Sainz Jr. é piloto da Renault desde o final de 2017
Divulgação
Carlos Sainz Jr. é piloto da Renault desde o final de 2017

Sainz começou a carreira na Fórmula 1 em 2015 e acumula 72 corridas, sendo o melhor resultado um quarto lugar no GP de Singapura do ano passado. Na temporada atual, o espanhol tem 30 pontos e está na 11ª colocação do Mundial de pilotos.

Leia também: Espanhol Fernando Alonso é nomeado sócio honorário do Real Madrid

Carlos Sainz Jr. está na Renault desde setembro de 2017. Ele substituiu Jolyon Palmer e atualmente é companheiro de Nico Hulkenberg. A ideia inicial da equipe francesa era que o espanhola assumisse para a temporada de 2018, mas ainda na temporada do ano passado, precisamente no Grande Prêmio dos Estados Unidos, Sainz estreou.