Tamanho do texto

Corinthians saiu derrotado por 2 a 1 e perde invencibilidade de mais de um ano no Itaquerão. Veja todos os detalhes da partida;

Lance


Corinthians x Cruzeiro arrow-options
Reprodução/Cruzeiro Twitter
Corinthians x Cruzeiro, no Itaquerão

Mais uma vez, o Corinthians não jogou bem e saiu derrotado da Arena Corinthians. Na noite deste sábado, o Timão perdeu no 2 a 1 para o Cruzeiro, perdendo a invencibilidade de mais de um ano sem perder em Itaquera pelo Brasileirão. Apesar das mudanças na escalação, o que se viu foi uma equipe sem inspiração em campo e sofrendo com os desfalques no setor defensivo.

LEIA MAIS: Com elenco reserva, Grêmio leva virada do Fortaleza

O Corinthians começou com uma escalação ofensiva, com somente Ralf como volante de origem. A equipe de Fábio Carille apostava nas jogadas pelo lado direito, com a dupla Fagner e Pedrinho e também na bola aérea com a escalação de Gustagol. Em uma dessas jogadas pelas pontas, Fagner pegou a sobra na área e abriu o placar na Arena.

A vantagem no marcador, no entanto, nem chegou a ser digerida pelo Timão. Logo na saída de bola, o uruguaio Bruno Méndez, que entrou na equipe na vaga de Gil, suspenso, cometeu pênalti assinalado pelo VAR, e que Fred converteu. O Corinthians sentiu o gol e começou a errar muitos passes e levar sustos, principalmente pelo lado esquerdo do ataque cruzeirense com Egídio, que recebia o apoio dos meias Thiago Neves e Robinho.

Mais uma vez, o que se viu foi uma equipe sem criatividade no ataque, mesmo com várias opções de jogadas de velocidade, principalmente pelas pontas.

LEIA MAIS: Jorge Jesus é denunciado pelo STJD e pode levar 12 jogos de gancho

A segunda etapa começou com um Corinthians mais ligado, tendo mais posse de bola e pressionando a equipe cruzeirense com as mesmas armas do primeiro tempo: velocidade pelas pontas e tabelas do lado direito do ataque. Porém, esse bom futebol durou apenas dez minutos. Depois do abafa inicial, o que se viu foi um Cruzeiro mais calmo, com boas trocas de passes e paciência no ataque. Já o Timão abusava das bolas aéreas buscando o centroavante Gustagol.

Até que o azar resolveu aparecer contra o Corinthians. Em bola dividida, Fagner acabou passando a bola para Éderson, sozinho no meio da zaga reserva corintiana, driblou Walter e virou a partida. A partir do segundo gol sofrido, tudo desmoronou para o Timão. Fábio Carille foi expulso por reclamação e a equipe passou a ser totalmente desorganizada em campo, apostando somente nos cruzamentos.

LEIA MAIS: Cruzeiro levaria 200 anos para pagar todas as suas dívidas, diz estudo

Repetindo atuações passadas, o Corinthians do técnico Fábio Carille não jogou um bom futebol e se perdeu emocionalmente depois do gol da virada. Agora, o Alvinegro pode perder a vaga no G4 caso o São Paulo vença o Avaí neste domingo, no Morumbi.