Tamanho do texto

Técnico vai responder por declarações ofensivas contra a arbitragem; Flamengo também foi denunciado pelo Tribunal por descumprir regulamento

Lance

Jorge Jesus arrow-options
Osvaldo Lima/Photo Premium/Agencia O Globo
Jorge Jesus

O Flamengo e o técnico Jorge Jesus serão julgados na próxima quinta-feira, dia 14, por infrações na partida contra o Athletico, pela 25ª rodada do Campeonato Brasileiro. O clube foi denunciado pela Procuradoria da Justiça Desportiva por conta do atraso da equipe na volta do intervalo, enquanto o treinador por declarações ofensivas contra a equipe de arbitragem e conduta contrária à disciplina. A sessão da Quinta Comissão Disciplinar acontecerá às 15h30.

Leia também: Neymar é o 2º em lista de mais valiosos do mundo; CR7 fica fora do top 25

O Flamengo venceu o Athletico por 2 a 0, na Arena da Baixada, no último dia 13. As reclamações do técnico Jorge Jesus aconteceram por conta de um pênalti não marcado em Lucas Silva, após o árbitro Bráulio Machado da Silva marcar a falta, mas voltar atrás após revisão no VAR.

De acordo com a Procuradoria o clube carioca cometeu infração ao artigo 191, inciso III por descumprir o inciso XV do artigo 7 do RGC 2019. 

Já o técnico Jorge Jesus foi denunciado por dupla infração: Ofender a arbitragem descrita no artigo 243-F e assumir conduta contrária à disciplina ou ética desportiva no artigo 258, ambos do CBJD.

A denúncia contra o Mister aconteceu após recebimento de Notícia de Infração proposta pela ANAF – Associação Nacional dos Árbitros de Futebol destacando as declarações ofensivas concedidas pelo treinador em entrevista após a partida. No entendimento da ANAF as palavras atingem a honra, dignidade, injúria, agravo, ultraje e afronta ao árbitro da partida.

- Sabíamos que jogo ia ser difícil pela qualidade do Athletico, pelas condições do sintético, jogo completamente diferente. Já viemos preparados. Não vinha preparado para jogar contra duas equipes, contra o árbitro, mas contra o Atlhetico - disse o treinador após o jogo, antes de completar:

- Quem toma essas decisões tem que ser penalizado. Não pode tomar uma decisão e nem estar no campo para fazer outras asneiras. Não tem capacidade. Nem sei quem foi, mas não pode andar no VAR. Vai para casa, férias. E para não prejudicar o árbitro, que teve decisão certa, mas foi influenciado pelo VAR. Não pode passar impune. Quando um VAR não tem capacidade com todas as ferramentas que tem, não pode. Não tem capacidade, é como todas as profissões, é para os melhores.

O Flamengo pode ser multado entre R$ 100 e R$ 100 mil por descumprir o regulamento. Já  Jorge Jesus corre risco de suspensão por quatro a seis partidas e multa de R$ 100 e R$ 100 mil pela ofensa e suspensão de uma a seis partidas pela conduta antidesportiva.