Time gaúcho sai na frente e vira o primeiro tempo em vantagem, mas permite a virada da equipe da cada na segunda metade

Deu tudo errado para o Internacional neste sábado. Depois de obter uma bela vitória sobre o Atlético-MG na última quarta-feira, o clube gaúcho foi a Goiânia e levou 3 a 1 do Atlético-GO , lanterna do Campeonato Brasileiro . Fred fez o gol do Inter no começo do jogo, mas Adriano, Ricardo Bueno e Luciano viraram o placar. O revés deixa a equipe com poucas chances de encostar na briga por uma vaga na Libertadores de 2013.

Deixe seu recado e comente a notícia com outros torcedores

O Inter não começou bem a partida, errando passes e dando chance para o Atlético-GO concluir com perigo. Mas Fred, em belo lançamento de Ygor, abriu o placar. A equipe administrou a vantagem, dosando forças até o intervalo. Na etapa final, sofreu o empate cedo, se perdeu no jogo e só não foi goleada porque os mandantes perderam chances. A torcida do Inter chegou a gritar “olé” contra o próprio time nos minutos finais.

Adriano comemora gol do Atlético-GO contra o Inter
Gazeta Press
Adriano comemora gol do Atlético-GO contra o Inter

Confira a classificação atualizada do Campeonato Brasileiro

Com 45 pontos, o Inter pode ficar a até oito pontos do G-4 neste domingo, caso o Vasco vença o Santos na Vila Belmiro. A equipe volta a campo na próxima quarta-feira, contra o Figueirense, no Beira-Rio. O Atlético-GO, com apenas 23 pontos, não muda sua situação mesmo com a vitória, e está praticamente rebaixado. Na quinta, visita o São Paulo, no Morumbi.

O jogo

Rafael Moura corre atrás da bola em ataque do Inter
Gazeta Press
Rafael Moura corre atrás da bola em ataque do Inter

Apesar de estar quase rebaixado, 15 pontos atrás do 16º colocado na tabela, o Atlético-GO começou o jogo mais aceso. Aos cinco minutos, já levou perigo: Felipe recebeu pela direita e cruzou rasteiro. A bola passou por todo mundo e saiu. Aos 10, Bolatti cobrou falta no campo defesa e deu um presente a Felipe, que chutou de fora da área, forçando Muriel a uma boa defesa no cantinho. No minuto seguinte, Bolatti novamente errou e deu a Felipe, que chutou, mas o goleiro colorado desta vez segurou a bola.

Passada a instabilidade inicial, o Inter marcou seu gol. Ygor fez ótimo lançamento para Fred, que entrou pela direita e chutou cruzado, sem chances para Márcio: 1 a 0, para alegria da torcida colorada, que curiosamente foi maioria no Serra Dourada. O gol foi um balde de água fria no Atlético-GO e fez o jogo cair bruscamente de ritmo.

O Inter voltou à carga aos 24: Dátolo cobrou falta próxima a área na cabeça de Rodrigo Moledo, mas o toque foi na rede pelo lado de fora. Aos 30, Nei cobrou falta colocada com muito perigo, raspando o travessão de Márcio. Três minutos mais tarde, Dátolo cruzou para Cassiano, que cabeceou para fora. O Atlético-GO teve mais uma conclusão antes do intervalo: Ricardo Bueno, da entrada da área, mandou por cima, sem grande perigo.

O técnico Fernandão fez uma mudança no intervalo: retirou Dátolo para a entrada de D’Alessandro. A alteração não trouxe grandes novidades no panorama da partida. O que mudou foi a sorte do Atlético-GO: aos nove minutos, Adriano entortou Fred e arriscou de fora da área. A bola desviou em dois jogadores e enganou Muriel: 1 a 1. Assim que sofreu o gol, Fernandão chamou Dagoberto. O camisa 20 entrou no lugar de Rafael Moura.

A troca não surtiu efeito no time, que não conseguia pressionar. Aos 20 minutos, o Atlético-GO quase virou o jogo. Felipe recebeu na área, driblou Nei e soltou uma bomba, que desviou em Rodrigo Moledo e não entrou por detalhe. O Inter respondeu na sequência: D’Alessandro cruzou e Dagoberto cabeceou para fora. Aos 22, Felipe chutou colocado de fora da área, mas Muriel fez grande defesa e espalmou para escanteio.

Dagoberto tenta enfiada de bola contra defesa do Atlético-GO
Gazeta Press
Dagoberto tenta enfiada de bola contra defesa do Atlético-GO

No minuto seguinte, a superioridade do Atlético-GO na partida se transformou em vantagem também no placar. Dodó escapou livre pela direita e cruzou rasteiro para a chegada de Ricardo Bueno, que mandou para as redes. Os visitantes se perderam de vez na partida. Aos 29, o goleiro Márcio bateu tiro de meta, a zaga adversária se atrapalhou e permitiu que Luciano arrancasse livre. Na saída de Muriel, ele fez o terceiro da equipe da casa. O goleiro discutiu asperamente com o lateral Kléber após o lance.

Nervoso em campo, o Inter parecia mais perto de levar o quarto gol que de descontar. Mesmo assim, chegou com perigo aos 36: D’Alessandro bateu escanteio, Rodrigo Moledo escorou e Dagoberto finalizou para fora. Três minutos mais tarde, Adriano cobrou falta com perigo, rasteiro, ao lado do gol. Aos 42, em uma troca de passes do Atlético-GO, a própria torcida colorada gritava “olé” contra o seu time. Um fim melancólico para aquela que deveria ser a continuidade da tão almejada sequência de vitórias no Brasileirão.

FICHA TÉCNICA - ATLÉTICO-GO 3 x 1 INTERNACIONAL
Local: Estádio Serra Dourada, em Goiânia (GO)
Data: 13 de outubro de 2012, sábado
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Luiz Flávio de Oliveira (SP)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e Carolina Romanholi Melo (CE)
Público: 1.476 pagantes
Cartão amarelo: Mahatma e Luciano (Atlético-GO); Nei e Rodrigo Moledo (Internacional)

Gols: ATLÉTICO-GO: Adriano, aos 9, Ricardo Bueno, aos 20, e Luciano, aos 29 minutos do segundo tempo
INTERNACIONAL: Fred, aos 14 minutos do primeiro tempo

ATLÉTICO-GO: Márcio; Adriano, Diego Giaretta, Gustavo e Eron; Dodó, Marino (Carlos), Mahatma (Luciano) e Ernandes; Felipe e Ricardo Bueno (Reniê).
Técnico: Artur Neto

INTERNACIONAL: Muriel; Nei, Rodrigo Moledo, Jackson e Kléber; Ygor, Bolatti (Otavinho), Fred e Dátolo (D’Alessandro); Cassiano e Rafael Moura (Dagoberto).
Técnico: Fernandão

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.