Tamanho do texto

Mariana Galon tem apenas 25 anos de idade, mas terá que largar as quadras por conta de uma doença no coração

Mariana Galon%2C jogadora de vôlei arrow-options
Arquivo pessoal
Mariana Galon, jogadora de vôlei

A levantadora Mariana Galon , de 25 anos de idade e 1,74m de altura, que atuou com a camisa do Curitiba Vôlei na última temporada da Superliga feminina de vôlei , anunciou que está se aposentando das quadras.

Leia também: Brasileiros que vão bem no Pan de Lima podem repetir feito em Tóquio 2020?

A jogadora revelou, por meio do seu perfil oficial no Instagram, que descobriu um problema no coração chamado miocardiopatia hipertrófica, doença que a impede de ser atleta profissional.

Mariana Galon nasceu no México, mas é filha de pais brasileiros e, por isso, tem dupla cidadania. Além do Curitiba Vôlei, ela também defendeu São Caetano e Dentil/Praia Clube.

Mariana Galon%2C jogadora de vôlei arrow-options
Arquivo pessoal
Mariana Galon, jogadora de vôlei

Em seu depoimento emocionado na rede social, Mariana revelou estar sentindo muira dor no peito ao dizer adeus às quadras como atleta, mas celebra estar dizendo "oi" para a nova vida. 

Leia também: De Harry Potter para a vida real: Conheça o quadribol para "trouxas"

Ver essa foto no Instagram

Bom, queria contar uma coisa a vocês! Jogo vôlei a 19 anos, desde os meus 6 e até antes disso sou apaixonada por esse esporte (e apaixonada por esportes em geral). Hoje cá estou com muita dor no peito dizendo adeus das quadras como atleta e dizendo oi para uma nova vida! Antes de tudo, queria agradecer de coração a TODOS que fizeram parte da minha história de alguma maneira, a todos que conheci e tive o privilégio de ter uma amizade. Preciso também agradecer a esse esporte que me ensinou tantas coisas principalmente como ser humano. Me ensinou o que é amar, o que é respeitar o outro e suas diferenças, me ensinou a ter resiliência, me ensinou a ter disciplina, determinação, responsabilidade...posso ficar até amanhã falando de tudo o vôlei já agregou na minha vida. Descobrimos em exames de rotinas na pré-temporada que tenho uma doença no coração chamada miocardiopatia hipertrófica, basicamente é uma doença que não me permite ser atleta mas sim em ter uma vida normal e saudável. Não consigo mensurar a dor que sinto em deixar as quadras, pois foi uma vida inteira de dedicação, mas agradeço a Deus por estar viva e poder ter uma outra chance de descobrir outras paixões! Jamais entenderei os planos Dele e nem quero, só me basta agradecer! Obrigada a todos que já estão me apoiando, sem vocês não sei o que seria de mim! Hoje um sonho se vai e amanhã um novo sonho virá. GRATA por tudo o que vivi em todos esses anos e agora necessito encontrar uma nova Galon!

Uma publicação compartilhada por Mariana Galon (@mariana_galon) em

"Preciso também agradecer a esse esporte que me ensinou tantas coisas principalmente como ser humano. Me ensinou o que é amar, o que é respeitar o outro e suas diferenças, me ensinou a ter resiliência, me ensinou a ter disciplina, determinação, responsabilidade...posso ficar até amanhã falando de tudo o vôlei já agregou na minha vida", disse a atleta.

"Descobrimos em exames de rotinas na pré-temporada que tenho uma doença no coração chamada miocardiopatia hipertrófica, basicamente é uma doença que não me permite ser atleta mas sim em ter uma vida normal e saudável. Não consigo mensurar a dor que sinto em deixar as quadras, pois foi uma vida inteira de dedicação, mas agradeço a Deus por estar viva e poder ter uma outra chance de descobrir outras paixões!", continuou.

Mariana Galon, jogadora de vôlei arrow-options
Arquivo pessoal
Mariana Galon, jogadora de vôlei

"Jamais entenderei os planos Dele e nem quero, só me basta agradecer! Obrigada a todos que já estão me apoiando, sem vocês não sei o que seria de mim! Hoje um sonho se vai e amanhã um novo sonho virá. GRATA por tudo o que vivi em todos esses anos e agora necessito encontrar uma nova Galon", finalizou Mariana.

O time do Paraná também emitiu um comunicado oficial via assessoria de imprensa.

Confira abaixo:

"Durante os exames realizados na pré-temporada do Curitiba Vôlei foram identificadas alterações cardíacas na jogadora Mariana Galon. O diagnóstico apontou uma miocardiopatia hipertrófica - patologia que impede a prática esportiva profissional de alto rendimento. O Curitiba Vôlei agradece por toda dedicação e luta pela evolução do voleibol e deseja todo sucesso nessa nova fase".