Tamanho do texto

Veja quem são os atletas que desempenharam um bom papel nos Jogos Pan-Americanos e que podem brigar por medalhas nas Olimpíadas do Japão

Martine Grael e Kahena Kunze arrow-options
Divulgação
Martine Grael e Kahena Kunze

Conquistar uma medalha durante a disputa dos Jogos Pan-Americanos é a confirmação de que o trabalho do atleta está sendo bem desempenhado. Mas subir ao pódio no Pan pode ser considerado um bom parâmetro para indicar que o competidor também irá fazer um bom papel nas Olimpíadas? Não necessariamente.

Leia mais: Alison dos Santos conquista ouro nos 400m com barreira do Pan

No Pan que está sendo disputado em Lima , no Peru, o Brasil aparece na segunda colocação no quadro de medalhas, tendo conquistado resultados importantes nas mais diversas modalidades. Confira abaixo quem são os atletas brasileiros que têm se destacado no Pan e que também podem representar esperança de medalha para o País nas Olimpíadas do ano que vem, em Tóquio , no Japão:

Darlan Romani (arremesso de peso)

O atleta conquistou o ouro em Lima, registrando um novo recorde pan-americano (22,07m).

Érica Sena (20km marcha atlética)

A pernambucana ficou com o bronze no Pan, mesmo após ter recebido algumas punições da arbitragem. Considerada uma das melhores da modalidade, Érica chega com moral em Tóquio.

Isaquias Queiroz (canoagem de velocidade)

O baiano ficou com a medalha de ouro na categoria C1 neste Pan. Nos últimos Jogos Olímpicos, ele faturou três medalhas (duas de prata e uma de bronze).

Ana Sátila (canoagem slalom)

Levou duas medalhas de ouro (categorias canoa C1 e extremo K1).

Pepê Gonçalves (canoagem slalom)

Também ficou com dois ouros (categorias caiaque K1 e extremo K1).

Arthur Zanetti (ginástica artística)

O paulista era favorito na prova das argolas, mas cometeu algumas falhas e acabou ficando em segundo lugar neste Pan. Mas chega como um dos nomes fortes do Brasil no Japão.

Fernando Reis (levantamento de peso)

Tricampeão pan-americano, Fernando pode dar trabalho para os adversários nos Jogos de 2020.

Ana Marcela Cunha (maratona aquática)

Fenômeno nas competições em mar aberto, a baiana ficou com o ouro neste Pan e deve brigar pelo lugar mais alto do pódio no ano que vem.

Etiene Medeiros (natação)

Dona de três medalhas em Lima (duas pratas e um bronze) e podendo ainda conquistar mais, a nadadora é esperança de pódio para o Brasil em 2020.

Hugo Calderano (tênis de mesa)

O atleta faturou o ouro nas duplas masculinas, ao lado de Gustavo Tsuboi. Calderano é atualmente o 6º colocado no ranking mundial do esporte.

Martine Grael e Kahena Kunze (vela)

A dupla confirmará a medalha de ouro nesta sexta-feira e, ao que tudo indica, chegará em Tóquio para brigar pelo bicampeonato olímpico.

Nomes que não devem surpreender

Alguns competidores brasileiros fizeram bonito no Pan de Lima, mas não devem brigar por pódio no Japão. São os casos de Ygor Coelho (badminton), João Menezes (tênis) e Alison dos Santos (400m com barreiras - atletismo). Todos eles ganharam a medalha de ouro, mas, se obtiverem classificação para as Olimpíadas, provavelmente não irão lutar pelas primeiras posições.