Tamanho do texto

A atleta lutava contra uma hepatite desde 2013 e não resistiu; principal título de sua carreira foi conquistado em 2002

A central Sara Anzanello , campeã mundial de vôlei pela Itália em 2002, na Alemanha, e uma das principais atletas da seleção italiana, morreu nesta quinta-feira, aos 38 anos, após uma longa batalha contra uma hepatite.

Leia também: Jogador brasileiro é encontrado morto na cama de sua casa na Espanha

A central Sara Anzanello, campeã mundial de vôlei pela Itália em 2002, na Alemanha, morreu nesta quinta
Divulgação/Ansa
A central Sara Anzanello, campeã mundial de vôlei pela Itália em 2002, na Alemanha, morreu nesta quinta

Anzanello, campeã mundial de vôlei pela Itália , era uma das atletas da modalidade feminina da península mais vencedoras dos últimos 20 anos, tendo conquistado na carreira três Copas da Itália, duas Supercopas, duas Copas do Mundo e o principal título, o Mundial.

A atleta, que é natural da cidade de San Donà di Piave, na região do Vêneto, estava lutando desde 2013 contra uma hepatite.

Neste mesmo ano, quando defendia o Azerrail Baku, do Azerbaijão, passou por um transplante de fígado. A experiência fez com que Anzanello tornasse uma pessoa engajada em campanhas a favor da doação de órgãos.

Leia também: Jogadores da seleção de vôlei causam polêmica com suposto apoio a Bolsonaro

Após o transplante, ela se aposentou e passou a trabalhar como dirigente do Club Italia, um projeto criado pela Federação Italiana de Voleibol (Federvolley) para descobrir novos talentos. Na temporada seguinte, em 2015, voltou às quadras para encerrar em definitivo a carreira pelo Novara, mesmo clube que a revelou.

Pela seleção italiana, Anzanello atuou de 1998 a 2012, conquistando três títulos. A jogadora vestiu a camisa da Azzurra em quase 280 jogos.

Leia também: Seleção feminina de vôlei vence Japão de virada, mas é eliminada do Mundial

"Recebi com profunda tristeza a morte da campeã de voleibol Sara Anzanello, ela nos deixou cedo demais. Eu a conhecia pessoalmente há muitos anos e a admirava pelos resultados que alcançou no esporte e, nos últimos tempos, pela coragem com que lutou contra a doença", falou Giancarlo Giorgetti, subsecretário da presidência do Conselho, responsável pelo esporte, sobre a morte da campeã mundial de vôlei pela Itália .

Clique e baixe o 365Scores para ter resultados, dados, notícias, tempo real, vídeos e muito mais


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.