Tamanho do texto

Com grande atuação, equipe brasileira fez 3 sets a 0 e já está garantida entre as seis melhores seleções masculinas de vôlei do mundo

O Brasil está classificado para a Fase Final do Campeonato Mundial masculino de vôlei. Neste sábado, a equipe dirigida pelo técnico Renan levou a melhor sobre a Eslovênia por 3 sets a 0 e, com o resultado positivo, garantiu a vaga na próxima fase da competição, já figurando entre as seis melhores seleções do mundo. O time brasileiro venceu com parciais de 25/22, 25/21 e 25/16, na Arena Paladozza, em Bolonha, na Itália.

Leia também: Thaisa revela expectativas para participação do Brasil no Mundial de vôlei

O Brasil venceu a Eslovênia por 3 sets a 0 e está na fase final do Mundial de volêi masculino
Divulgação/FIVB
O Brasil venceu a Eslovênia por 3 sets a 0 e está na fase final do Mundial de volêi masculino

O terceiro e último compromisso da seleção do Brasil nesta segunda fase do campeonato será neste domingo (23.09), contra a Bélgica, em partida que será realizada às 15h30 (Horário de Brasília).

Na partida deste sábado, o ponteiro Douglas saiu de quadra como maior pontuador. O atacante brasileiro marcou 15 vezes, pontuando em todos os fundamentos: 12 de ataque, dois de bloqueio e um de saque. Douglas destacou o bom trabalho coletivo da equipe para que todos pontuem bem.

“Sabemos que o Wallace é nossa grande potência de ataque, mas os nossos levantadores estão fazendo um trabalho muito bom, distribuindo para todos e todos estão preparados para rodar bola quando for acionado”, disse o ponteiro da seleção brasileira.

Outro destaque ficou por conta do central Isac, que começou a partida como titular, e marcou 11 pontos, sendo seis de ataque, dois de bloqueio e três de saque. O jogador falou sobre a importância do sistema de bloqueio e defesa no vôlei.

“Estudamos bastante e quando o bloqueio não funciona a defesa está sempre ali. Isso é importante. Fazer bem o sistema e aqui não tem bola perdida. Os defensores também estão ali para ajudar e, conversando, os pontos vão saindo e, no decorrer do set, as coisas vão melhorando”, afirmou Isac.

Assista abaixo a um saque perfeito de Isac

Para o técnico Renan, a vaga garantida na próxima fase é motivo para comemorar, mas o foco já está totalmente voltado para a Bélgica, adversário deste domingo.

“Tudo que queríamos era chegar com um jogo de antecedência já garantido na Fase Final. Amanhã vamos conseguir dar um respiro para alguns jogadores como Lipe e Lucão, mas é claro que vamos entrar com tudo, para ganhar, pois é importante crescer cada vez mais na competição. Foco total na Bélgica agora”, concluiu Renan.

Na primeira fase do Campeonato Mundial, o time verde e amarelo passou por Egito, França, Canadá e China a acabou superado pela seleção holandesa, classificando em primeiro lugar do seu grupo, com 11 pontos. Na segunda, já bateu a Austrália e a Eslovênia, ambos por 3 a 0. A Fase Final do Mundial será disputada entre os dias 26 e 30 deste mês, em Turim, na Itália.

A seleção brasileira já conquistou três títulos mundiais: em 2002, 2006 e 2010. Na mais recente edição, em 2014, fez a quarta final consecutiva, mas acabou superado pela Polônia, que jogava em casa, e ficou com a medalha de prata.

Leia também: Jogador brasileiro é encontrado morto na cama de sua casa na Espanha

Como foi a vitória do Brasil

Grupo do Brasil segue unido em busca do título mundial
Divulgação/FIVB
Grupo do Brasil segue unido em busca do título mundial

A Eslovênia saiu na frente, mas o Brasil deixou tudo igual em 1/1. Com Isac, a seleção brasileira fez 3/2. Os eslovenos chegaram ao ponto de empate em 6/6. No primeiro tempo técnico, a equipe brasileira tinha dois de vantagem: 8/6. No bloqueio de Douglas, 9/6. Com ace de Lucão, a seleção verde e amarela chegou a 12/8. Lipe marcou 14/10.

No bloqueio, a Eslovênia aproximou no placar e fez 13/15. Em combinação rápida de Bruninho com Lucão, 16/13. Wallace largou e marcou 18/14. O placar voltou a ficar equilibrado quando, no erro do Brasil, a seleção eslovena marcou 18/19. Renan pediu tempo. A equipe brasileira voltou a ter dois de vantagem em 22/20 e, depois, aumentou em 23/20. No bloqueio de Douglas, o Brasil fechou em 25/22.

O equilíbrio permaneceu no início do segundo set. A seleção brasileira colocou um de vantagem com Isac, pelo meio de rede: 9/8. No lance seguinte, ace de Wallace e 10/8. Isac pontuou duas vezes seguidas no saque e o Brasil chegou a 14/10, forçando o adversário a pedir tempo. Na volta, mais um ace do central (15/10).

Os eslovenos reagiram, fizeram 13/15 e foi a vez de Renan parar o jogo. O adversário ainda encostou em 14/15 e, no ace, deixou tudo igual em 15 pontos. Com bom saque de Bruninho, a equipe de Renan voltou a ter vantagem (17/15). A diferença se manteve em 19/17. Wallace marcou 20/18. Quando a seleção brasileira marcou 22/20, a Eslovênia pediu tempo. No bloqueio de Evandro, 23/20. Mais um bloqueio, dessa vez com Lucão, e 24/21. No erro do adversário, 25/21.

Com Isac no contra-ataque o Brasil abriu 3/1 logo no começo do terceiro set. O placar ainda foi a 5/2. Superior em quadra e em boa passagem de Lipe pelo saque, a seleção brasileira fez 7/3. Douglas pela entrada de rede marcou 9/6. No ace do ponteiro, 11/7 e pedido de tempo do adversário.

Leia também: Jogadores da seleção de vôlei causam polêmica com suposto apoio a Bolsonaro

Ainda em grande passagem de Douglas pelo saque, a equipe verde e amarela chegou a 13/7. No segundo tempo técnico, a vantagem era de seis pontos: 16/10. No erro de saque dos eslovenos, o Brasil marcou 18/12. No ace de Bruninho, 20/13. O Brasil seguiu se impondo e venceu o último set por 25/16.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.