Tamanho do texto

Dupla derrotou os norte-americanos Krajicek e Sandgren para avançar à semifinal, pela primeira vez, no Grand Slam norte-americano, o último do ano

O mineiro Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot conquistaram nesta terça-feira vaga na semifinal do US Open em Nova York, o melhor resultado da dupla no torneio e, também, nos Grand Slam desta temporada. Cabeças de chave número 7, Melo e Kubot derrotaram os norte-americanos Austin Krajicek e Tennys Sandgren por 2 sets a 0, parciais de 6/4 e 6/2, em 1h17min, jogo válido pelas quartas de final.

Leia também: Roger Federer culpa o clima em derrota para número 55 do ranking no US Open

Melo e Kubot estão nas semifinais do US Open, o melhor resultado da dupla na competição
Divulgação
Melo e Kubot estão nas semifinais do US Open, o melhor resultado da dupla na competição

Esta é a terceira vez que Marcelo chega à semifinal do US Open - antes foi semifinalista em 2013 e 2014, ambos com o croata Ivan Dodig, repetindo assim, ao lado de Kubot, suas melhores campanhas no Grand Slam norte-americano. Melo e Kubot , agora, podem enfrentar o brasileiro Bruno Soares e Jamie Murray.

O também mineiro Bruno Soares que, ao lado do britânico Jamie Murray (cabeças 4), enfrenta Radu Albot (Moldávia) e Malek Jaziri (Tunísia) pelas quartas de final, nesta quarta-feira e são favoritos.

"Foi um bom jogo. Conseguimos colocar em prática o plano que tínhamos pensado. Estamos melhorando a cada partida e estou muito feliz por chegar à semifinal. Agora é aproveitar o dia de descanso e pensar na recuperação física. Agradeço a torcida dos brasileiros que nos apoiaram", afirmou Melo.

Melo e Kubot, mais uma vez, mostraram muita confiança e determinação em busca da vaga nas semifinais, assim como vem acontecendo desde o início do US Open. O jogo desta terça-feira, pelas quartas de final, teve um festival de breaks.

No primeiro set foram cinco seguidos, a partir do terceiro game. brasileiro e polonês quebraram três vezes e venceram a série por 6/4, após 40 minutos. No segundo set, mais quatro quebras de serviço. Novamente com vantagem para eles que, com três breaks, abriram 5/1 e fecharam a série em 6/2 para avançar às semifinais e comemorar seu melhor resultado até agora no US Open.

Leia também: Serena Williams diz sofrer preconceito por quantidade de exames antidoping

Números de Melo e Kubot na temporada

Melo e Kubot com o troféu de Wimbledon de 2017
Felipe Castanheira / Divulgação
Melo e Kubot com o troféu de Wimbledon de 2017

O brasileiro Marcelo Melo , 34 anos, e o polonês Lukasz Kubot, 36 anos, estão jogando juntos desde o início da temporada 2017. Antes, formaram parceria em torneios como o ATP de Viena, onde foram campeões em 2015 e 2016.

Em 2018, foram dois títulos, com a disputa de 43 jogos e 27 vitórias - quatro em Sidney, campeões do ATP 250, três no Australian Open, em Melbourne, ambos na Austrália, uma no ATP 500 de Roterdã, na Holanda, uma no Rio Open, no Rio de Janeiro, uma no ATP 500 de Barcelona, na Espanha, duas no ATP 250 de Munique, na Alemanha.

Além de uma no Masters 1000 de Madri, na Espanha, uma no Masters 1000 de Roma, na Itália, duas em Roland Garros, duas no ATP 250 de S-Hertogenbosch, com Marcelo atingindo 450 vitórias na carreira, na estreia na Holanda, quatro no ATP 500 de Halle, com a conquista do bi na Alemanha, uma na estreia em Wimbledon, uma no Masters 1000 de Cincinnati e três no US Open.

Em 2017, a dupla Melo e Kubot disputou 24 torneios, conquistou seis títulos, venceu 51 jogos, com apenas 18 derrotas. Entre essas vitórias está a 400ª da carreira do brasileiro, obtida na estreia em Roland Garros.

No ranking mundial individual de duplas, Melo ocupa atualmente a 14ª colocação, com Kubot em décimo terceiro. Eles empatam em número de pontos, 4.680, mas pelo primeiro critério de desempate - torneios disputados ao longo de 52 semanas -, o mineiro tem uma competição a mais. O líder do ranking é o norte-americano Mike Bryan, com 8.115 pontos.

Leia também: Serena Williams é a mulher mais bem paga do esporte, segundo a Forbes

Já no ranking mundial de duplas, Melo e Kubot estão na nona colocação, com 2.370 pontos. O ATP Doubles Team Race define, ao final da temporada, as oito melhores parcerias para a disputa do ATP Finals, encerrando o ano. Os líderes são o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic, com 6.590.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.