Tamanho do texto

Por meio de rede social, a tenista reclamou da quantidade de testes em apenas seis meses e diferença com outros competidores da modalidade

Perseguição? Serena Williams questiona quantidade de vezes que foi chamada para exames em tão pouco tempo
Divulgação
Perseguição? Serena Williams questiona quantidade de vezes que foi chamada para exames em tão pouco tempo

Nesta terça-feira (24), a  tenista norte-americana Serena Williams usou o Twitter para questionar o número de exames antidoping que fez esse ano. Segundo a atleta, ela está sendo alvo de preconceito , já que, comparada com os outros colegas, foi a que mais foi chamada.

Leia também: O drama de Genie Bouchard, a bela do tênis que vem perdendo patrocinadores

De acordo com o site  Deadspin nos primeiros seis meses de 2018, Serena Williams já tinha realizado cinco testes de antidoping , número superior a todos os outros tenistas. 

"E é aquele momento do dia para ser examinada 'aleatoriamente' para drogas, e só examinam Serena", disse a americana em sua conta oficial .

A atleta também afirmou que continuará fazendo sua parte: "Entre todas as jogadoras ficou provado que sou a que é mais examinada. Discriminação? Acho que sim. Ao menos vou manter o esporte limpo."

Leia também: Tricampeão de Roland Garros, Guga é nomeado embaixador mundial do torneio

Confira os tweets de Serena Williams na íntegra:








Leia também: Serena Williams é a única mulher no Top 100 dos atletas mais bem pagos do mundo

Com 36 anos, e campeã de 23 títulos de Grand Slam,  a estrela  Serana Williams ficou um ano fora das quadras após ter sido mãe e perdeu a última final que participou diante da alemã Angelique Kerber, em Wimbledon. Essa não é a primeira vez que a tenista reclama de sofrer preconceito no esporte.