Tamanho do texto

Dona de 23 troféus em Grand Slams, a tenista mãe de Alexis Olympia é única atleta do sexo feminino na lista dos mais bem pagos do mundo esportivo

Grande campeã, Serena Williams é a única atleta do sexo feminino na lista dos mais bem pagos da Forbes
Divulgação
Grande campeã, Serena Williams é a única atleta do sexo feminino na lista dos mais bem pagos da Forbes

A desigualdade salarial entre os homens e as mulheres no mercado de trabalho ainda é grande e no mundo dos esportes, não acontece de maneira diferente. Premiações e patrocínios dão privilégios aos atletas do sexo masculino, sendo infinitamente maiores quando comparados ao sexo feminino . Exemplo disso é a lista da revista Forbes , na qual seleciona os 100 atletas mais bem pagos do mundo e revela que há apenas uma mulher na relação, Serena Williams.

Leia também: No Dia da Mulher, relembre as moças que brilharam no esporte pelo mundo

Aos 36 anos, a tenista norte-americana foi a 51ª atleta mais bem paga do esporte mundial no ano de 2017. Ex-número 1 do mundo, é a maior vencedora de Grand Slams com 23 títulos. Ao lado do jogador de beisebol Ryan Howard, Serena Williams teve ganhos totais de de 27 milhões de dólares, ou seja, cerca de R$ 89 milhões.

Além da irmã de Vênus, há ainda outros atletas do tênis como Roger Federer, que aparece na quarta colocação com 64 milhões de dólares, atrás apenas de Lionel Messi, LeBron James e Cristiano Ronaldo. O jogador português e cinco vezes eleito melhor do mundo lidera a lista com 93 milhões de dólares. Novak Djokovic (16º), Kei Nishikori (26º), Rafa Nadal (33º) e Andy Murray (40º) também são os demais tenistas na relação.

Para se ter uma ideia da diferença de premiações por conta dos sexos, no ano passado, a romana Simona Halep terminou o ano de 2017 como a número 1 do ranking da ATP. Assim, ela recebeu 5,27 milhões de dólares em prêmios. Já o mesmo colocado da categoria masculina, Rafael Nadal, levou para casa 12,7 milhões de dólares. 

Leia também: Saiba como está o jogador que ficou paraplégico depois de perder uma aposta

Maternidade

Serena Williams posou para revista enquanto estava grávida da primeira filha, Alexis
Reprodução/Instagram
Serena Williams posou para revista enquanto estava grávida da primeira filha, Alexis

Em setembro de 2017, Serena deu à luz sua primeira filha, fruto do relacionamento com o co-criador da rede social Reddit, Alexis Ohanian. Seis meses depois, ela revelou que algumas complicações do parto quase provocaram sua morte. Foram justamente esses problemas que atrasaram o retorno dela às quadras. No fim de dezembro, ela jogou uma partida de exibição contra a letão Jelena Ostapenko e foi derrotada. Em janeiro, desistiu de participar do Aberto da Austrália. Em fevereiro, jogou uma partida de duplas pela Fed Cup e também perdeu.

Leia também: Jogador ex-Arsenal leva o cartão vermelho por causa do seu sobrenome; entenda

“Embora eu tenha tido uma gravidez muito tranquila, minha filha nasceu de cesariana na sala de emergência depois que sua frequência cardíaca caiu drasticamente durante as contrações. A cirurgia foi realizada sem problemas. Antes que eu soubesse, Olympia estava em meus braços. Foi a sensação mais incrível que já experimentei na minha vida. Mas o que aconteceu apenas 24 horas após o parto foram seis dias de incerteza”, afirmou Serena Williams.


    Leia tudo sobre: gravidez
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.