Tamanho do texto

Margaret Court é detentora do maior número de títulos individuais em torneios Grand Slam e agora tornou-se pastora cristã

Aos 74 anos, Margaret Court é um dos maiores nomes do tênis
Reprodução
Aos 74 anos, Margaret Court é um dos maiores nomes do tênis

A australiana Margaret Court é considerada um dos maiores nomes de todos os tempos do tênis. Dona de 24 troféus de Grand Slam, no ano de 1970 tornou-se a primeira mulher a ser campeã de todos os quatro individuais torneios em uma mesma temporada. Ela ainda ocupa o cargo de tenista, dentre homens e mulheres, que mais venceu títulos.

LEIA TAMBÉM: Tenista surdo busca top 100 e afirma que não ouvir durante o jogo é uma vantagem

Hoje, aos 74 anos de idade, a tenista tornou-se pastora em uma igreja cristã e chocou o mundo esportivo ao fazer declarações homofóbicas. "Eu quero dizer, o tênis está cheio de lésbicas. Porque mesmo quando eu ainda jogava, tinham poucas delas. Mas, essas poucas, levaram as mais jovens à festas e outros eventos", disse Margaret em entrevista à rádio religiosa "Vision Christian".

"Estamos aqui para ajudá-las a superar isso. Não somos contra as pessoas", afirmou a ex-atleta, alegando não ter preconceito com homossexuais. "Eles são seres humanos e 92%, eles dizem na América, foram abusados de alguma maneira sexual ou emocional quando eram mais novos, por isso são assim".

Questionada sobre transexuais, a australiana acredita que as crianças tiveram suas mentes corrompidas e afirma que se trata de um trabalho do diabo. "Deus tem muita influência na nossa mente e como isso nos afeta, nosso emocional e nossos sentimentos. Você pode pensar 'sou um garoto' e isso vai afetar você, porque é coisa do demônio".

LEIA TAMBÉM: Tenista paga aposta do Super Bowl e vai a encontro com torcedor

Repercussão

As declarações da australiana geraram polêmica no esporte. Em homenagem à ex-tenista, a segunda quadra principal do Australian Open foi batizada Margaret Court Arena, no entanto, uma campanha foi criada para que o nome seja alterado.

A tenista tcheca Martina Navratilova se manifestou sobre a declaração da pastora em sua conta do Twitter: "Talvez seja hora de mudar o nome da Margaret Court Arena então... e acho que a Margaret vai usar um barco na sua próxima viagem", escreveu.

LEIA TAMBÉM: Tenista é suspenso pelo resto da vida por fraudes em partidas e apostas

O inglês Andy Murray também expressou sua opinião sobre o assunto. "Eu não vejo porque alguém tem problema com duas pessoas que se amam se casando", disse o atual número 1 do tênis masculino.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.