Tamanho do texto

Os três tenistas mais bem pagos do ranking faturaram juntos cerca de R$ 503,6 milhões somente no ano passado; Confira os top 10

Desde o ano de 2006, praticamente todas as finais de Grand Slam tiveram a presença de pelo menos um dos três tenistas mais bem pagos do mundo. Roger Federer, Novak Djokovic e Rafael Nadal, venceram juntos 36 das 44 partidas até o fim do ano passado. A única exceção aconteceu no US Open de 2014, no duelo final entre o croata Marin Cilic e do japonês Kei Nishikori.

LEIA MAIS: Em "final dos sonhos", Federer vence Nadal e é penta no Aberto da Austrália

Com 18 vitórias em Grand Slam, incluindo a do último domingo (29) na Austrália, o suíço Roger Federer mantém a liderança dos tenistas mais bem pagos do mundo há mais de dez anos seguidos. De acordo com a "Forbes", em 2016 o atleta de 35 anos faturou cerca de R$ 212 milhões com patrocínios e publicidade, além de R$ 24 milhões em prêmios.

Djokovic e Nadal, segundo e terceiro colocados da lista respectivamente, também receberam boas quantias em premiações, sem contar o aumento do cachê por conta das ações publicitárias. Juntos, os três jogadores mais bem pagos do mundo ficam avaliados numa fortuna de mais de R$ 500 milhões.

LEIA MAIS: Tenista surdo busca top 100 e afirma que não ouvir durante o jogo é uma vantagem

Confira os 10 tenistas mais bem pagos do mundo:

1º Roger Federer

Roger Federer (SUI) ocupa a liderança dos tenistas mais bem pagos há mais de uma década
Divulgação/Wimbledon/Eddie Keogh/AELTC
Roger Federer (SUI) ocupa a liderança dos tenistas mais bem pagos há mais de uma década

Depois de ter sofrido uma lesão no joelho e ficado de fora dos Jogos Olímpicos Rio 2016, o suíço chegou a ficar seis meses sem jogar. Seu retorno oficial às quadras aconteceu no início deste ano, no Aberto da Austrália. Aos 35 anos, o tenista mostrou o porquê é o mais bem pago do mundo há mais de dez anos. Grande campeão do primeiro Grand Slam de 2017, no ano passado, faturou cerca de R$ 212 milhões, sendo R$ 24,3 milhões em prêmios.

2º Novak Djokovic

Novak Djokovic (SER)
Twitter/Reprodução
Novak Djokovic (SER)

A primeira vitória do sérvio em Grand Slam, foi no Aberto da Austrália em 2008. Acumulando um total de 12 títulos nos quatro campeonatos mais importantes do esporte, Novak Djokovic faturou em 2016 R$ 174,4 milhões. Aos 29 anos, o tenista é o atual número 2 do ranking da ATP.

3º Rafael Nadal 

 Rafael Nadal (ESP)
Reprodução/Twitter/AustralianOpen
Rafael Nadal (ESP)

Rafael Nadal também foi um jogador que encerrou as atividades mais cedo no ano passado. O espanhol de 30 anos sofreu uma lesão no punho e retornou somente agora em 2017, pelo Aberto da Austrália. Atual sexto do ranking, Nadal subiu três posições depois de ir para a final com Federer, justamente outro tenista que ficou meses sem aparecer em quadra. Com uma quantia total de R$ 117,2 milhões, o tenista recebeu R$ 17,1 milhões em prêmios.

4º Kei Nishikori

Kei Nishikori (JAP)
Divulgação
Kei Nishikori (JAP)

O primeiro japonês a ter atingido o top 10 do ranking da ATP foi também um dos finalistas no US Open em 2014, que não contou com a participação de nenhum dos três mais bem pagos. Atual número 5, no ano passado o jogador de 27 anos recebeu um total de R$ 104,7 milhões, tendo a premiação de R$ 10,9 milhões.

5º Serena Williams 

Serena Williams (EUA)
Reprodução/Twitter
Serena Williams (EUA)

Dona de 23 títulos em Grand Slam, a atual número 1 do ranking feminino da ATP venceu no último domingo (29) a irmã mais velha, Venus, na final do Aberto da Austrália. A mulher mais bem paga do esporte recebeu em 2015 R$ 90,37 milhões, sendo R$ 27,8 milhões desta quantia em prêmios.

LEIA MAIS: Serena é campeã do Aberto da Austrália, quebra recordes e volta a ser a nº 1

6º Andy Murray 

Andy Murray (ESC)
Divulgação/Wimbledon/Joel Marklund/AELTC
Andy Murray (ESC)

Além de ter recebido um total de R$ 71,9 milhões em 2016, o ano foi o melhor da carreira de Andy Murray. Além de ter conquistado o título olímpico e alcançado o topo do ranking, o escocês ainda recebeu o título de Cavaleiro Comandante pela Rainha da Inglaterra. Com o título de "Sir", o tenista de 29 anos se tornou o mais jovem da história moderna a receber a honraria.

7º Maria Sharapova

Maria Sharapova (RUS)
Divulgação
Maria Sharapova (RUS)

Apesar de ter sido punida por dois anos pelo uso de meldonium, a russa Maria Sharapova recebeu R$ 68,48 milhões em 2016. Ficando de fora das Olimpíadas do Rio, a tenista teve a pena reduzida e poderá voltar às quadras em abril deste ano.

8º Stan Wawrinka 

Stan Wawrinka (SUI)
Divulgação
Stan Wawrinka (SUI)

O suíço Stan Wawrinka vem tentando seguir os passos e legado do seu conterrâneo Roger Federer. Atual número 3 do ranking da ATP, começou a jogar tênis aos oito anos de idade. Atualemente com 31, o jogador recebeu um total de R$ 54,4 milhões somente no ano passado.

9º Agnieszka Radwanska

Agnieszka Radwanska (POL)
Divulgação
Agnieszka Radwanska (POL)

Atual número 6 do ranking, Agnieszka Radwanska já chegou a alcançar a segunda coloção. A polaca se profissionalizou em 2005 e hoje, aos 27 anos seu melhor desempenho foi a semi no Australian Open do ano passado. Em 2016 a tenista lucrou cerca de R$ 31,8 milhões com prêmios, patrocínios e publicidade.

10º Caroline Wozniacki 

Caroline Wozniacki (DIN)
Divulgação
Caroline Wozniacki (DIN)

Aos 26 anos, a dinamarquesa já chegou a ser a número 1 do ranking, mas hoje ocupa a 18ª posição. A quarta mulher mais bem paga do esporte ocupa também a décima colocação dos tenistas que mais faturaram em 2016. Somente no ano passado, Caroline Wozniacki recebeu R$ 3,1 milhões em prêmios, tendo um faturamento total de R$ 25 milhões.


    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas