Tamanho do texto

Uma das candidatas aos Jogos de 2024, a capital húngara deixa agora a disputa entre Los Angeles, nos Estados Unidos, e Paris, na França

Budapeste 2024
Reprodução/ Facebook Budapeste 2024
Budapeste 2024

A cidade de Budapeste, capital da Hungria, desistiu da disputa para ser sede dos Jogos Olímpicos de 2024, informou a mídia local nesta quarta-feira (22). Os rumores do abandono do projeto olímpico surgiram nos últimos dias, após problemas políticos entre o prefeito da cidade, Istvan Tarlos, e o premier húngaro, Viktor Orbán.

LEIA MAIS: Slogan em inglês para os Jogos Olímpicos de 2024 gera polêmica na França

De acordo com os jornais do país, um outro ponto decisivo para a saída de Budapeste foi o comprometimento do Comitê Olímpico Internacional (COI) pós evento. As imagens e notícias das instalações esportivas do Rio de Janeiro, após sediar os Jogos de 2016, causaram impacto negativo entre os políticos. Especialmente, a situação do estádio do Maracanã foi vista com ressalvas.

De acordo com uma pesquisa publicada pelo Instituto Median, 56% dos húngaros eram a favor da retirada da candidatura. O fato de mais da metade da população ser contra o evento fortificou a decisão.

LEIA MAIS: Japão pede doação de smartphones velhos para fazer medalhas olímpicas

Jogos 2024

Esta é a quarta desistência para a disputa da sede de 2024. Roma, a capital italiana, era apontada como uma das favoritas à candidatura, mas anunciou a retirada após a prefeita Virginia Raggi assumir o governo da cidade. Já Boston (EUA) e Hamburgo (Alemanha), desistiram de sediar o evento por causa da pressão popular, que não queria que os Jogos acontecessem nas respectivas cidades.

LEIA MAIS: Los Angeles aprova candidatura para Olimpíadas de 2024

Apesar de não ser a favorita desde o início das candidaturaas, com a desistência de Budapeste, agora a disputa fica entre as cidades de Los Angeles, nos Estados Unidos e Paris, capital da França. O vencedor será anunciado em 13 de setembro, durante o encontro do COI em Lima, no Peru.

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.