Tamanho do texto

Surfista cearense agora vai enfrentar a tricampeã Carissa Moore na disputa pela primeira vaga nas semifinais da segunda etapa do Mundial

Silvana Lima em ação nas ondas de Bells Beach
WSL / Kelly Cestari
Silvana Lima em ação nas ondas de Bells Beach

Com ondas de 3-4 pés em Bells Beach, a terceira fase masculina desta estapa do Mundial de surfe  foi adiada neste domingo, mas as meninas competiram na rodada classificatória para as quartas de final na Austrália.

Leia também: Maya Gabeira pode se tornar a primeira surfista no Guinness Book

A brasileira Silvana Lima disputou a segunda bateria do dia em Bells Beach e despachou a bicampeã mundial Tyler Wright no confronto vencido pela havaiana Tatiana Weston-Webb.

A cearense agora vai enfrentar a tricampeã Carissa Moore na disputa pela primeira vaga nas semifinais da segunda etapa do Mundial.

Silvana Lima só surfou duas ondas na bateria e não desperdiçou as únicas chances que teve, somando as notas 6,00 e 7,67 para superar a australiana por 13,67 a 12,50 pontos. Tatiana Weston-Webb foi em três, mas só surfou duas também e na última conseguiu fazer mais manobras, com força e velocidade, para ganhar a maior nota do campeonato, 9,23. Com ela, totalizou 14,56 pontos, abaixo ainda dos 15,67 do recorde de Silvana na primeira fase.

Depois da atual campeã mundial ser eliminada pela brasileira, caiu a número 1 do Jeep Leaderboard esse ano, Lakey Peterson, num confronto 100% norte-americano no domingo em Bells Beach.

A californiana só conseguiu completar uma das cinco ondas que tentou surfar e foi superada por Sage Erickson por 8,33 a 7,73 pontos. A jovem Caroline Marks, de apenas 16 anos de idade, começou bem numa boa onda que valeu nota 8,0, vencendo por 12,17.

A mesma Caroline Marks já havia eliminado na repescagem a outra finalista da primeira etapa do CT 2018 na Gold Coast , Keely Andrew. Sua próxima adversária será a francesa Johanne Defay, que em sua bateria cometeu interferência logo no início, mas conseguiu ganhar a última vaga para as quartas de final da havaiana Coco Ho.

Leia também: Cinco surfistas brasileiros avançam na repescagem e seguem vivos

A vencedora foi a hexacampeã mundial Stephanie Gilmore, que vai disputar a última vaga para as semifinais com Sage Erickson.

Com a saída da líder o ranking em nono lugar, Stephanie Gilmore, Carissa Moore e Caroline Marks, que perderam nas quartas de final do Roxy Pro Gold Coast e ficaram na quinta colocação, podem tirar de Lakey Peterson a lycra amarela do Jeep Leaderboard em Bells Beach. 

Terceira fase em Bells Beach

Gabriel Medina em ação na Austrália
WSL / Ed Sloane
Gabriel Medina em ação na Austrália

Na categoria masculina, seis brasileiros vão disputar a terceira fase, valendo passagem para a rodada classificatória para as quartas de final. Um dos novatos na “seleção brasileira”, Jessé Mendes, está na terceira bateria com o australiano Owen Wright. O campeão mundial Adriano de Souza entra na nona com o norte-americano Conner Coffin.

Leia também: Tricampeão mundial de surfe, Mick Fanning anuncia aposentadoria

Depois, acontecem dois duelos verde-amarelos em Bells Beach , Filipe Toledo contra Italo Ferreira na décima bateria e Gabriel Medina contra Willian Cardoso na 12ª e última da terceira fase.

    Leia tudo sobre: Surfe

    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.