Tamanho do texto

Durante bateria em Saquarema, Filipe Toledo levou interferência e ficou bastante irritado com o julgamento dado pelos juízes do evento

Filipe Toledo, atleta brasileiro da elite do surfe
WSL/ Daniel Smorigo
Filipe Toledo, atleta brasileiro da elite do surfe


Depois de interferência durante bateria do terceiro round contra o norte-americano Kanoa Igarashi, Filipe Toledo foi eliminado da quarta etapa do mundial de surfe, que acontece em Saquarema, Rio de Janeiro. Nesta terça-feira (16), a WSL, liga responsável pelo evento, divulgou nota na qual afirma a suspensão e multa ao brasileiro.

LEIA TAMBÉM: Saiba tudo sobre o surfe e estilo de vida do esporte

Aos 22 anos, Filipinho não concordou com a punição dada pelos juízes, já que se tratava da primeira onda do confronto. Mas o surfista de Ubatuba esbarrou no adversário e os árbitros consideraram o ato como interferência. Desta forma, Toledo ficará de fora também da próxima etapa do mundial de surfe , que acontecerá em Fiji durante os dias quatro e 16 de do próximo mês.

"Infelizmente para Toledo, as punições para este tipo de violação são claras e os oficiais tem pouco o que fazer. Toledo foi multado e suspenso, e será proibido de competir em Fiji. Embora ambos os lados estejam obviamente desapontados por estes acontecimentos, a WSL está agradecida por Toledo ter se desculpado com os fãs, patrocinadores e a WSL", afirmou a entidade em comunicado.

O vice-comissário da WSL , Renato Hickel, também se pronunciou sobre o acontecimento: "Filipe é uma boa pessoa e um surfista incrível. A WSL muito sortuda em ter alguém como ele no Tour. É decepcionante quanto temos que recorrer a ações disciplinares a qualquer um dos novos surfistas, mas este tipo de atitude não é aceita no esporte. Filipe sabe disso e que torcemos para ver seu talento de volta ao Tour em breve", disse o dirigente.

LEIA TAMBÉM: Kelly Slater polemiza ao pedir morte de tubarões; veja o porquê

Pedido de desculpas

Filipe Toledo foi contra a decisão dos juízes
WSL/ Daniel Smorigo
Filipe Toledo foi contra a decisão dos juízes

Assim que a bateria terminou, Filipe saiu da água bastante irritado, jogou a prancha no chão e tentou chegar ao local onde estavam os juízes. No entanto, o jovem surfista foi contido por seguranças, que proibiram sua passagem.

"Depois de uma interferência no calor do round três, em Saquarema, eu fiquei chateado", disse Filipe Toledo . "Eu perdi a cabeça e estou muito envergonhado pelo meu comportamento. Quero me desculpar com os fãs, meus patrocinadores, a mídia e a WSL. E assumir a plena responsabilidade por minhas ações e aceitar a minha suspensão. Estou decepcionado ao perder o próximo evento, mas ansioso para voltar mais forte para Jeffreys Bay. Boa sorte a todos em Fiji e obrigado a todos pelo apoio", completou.

LEIA TAMBÉM: Tubarão branco é flagrado em Trestles, palco de etapa do mundial do surfe

O atleta brasileiro estará de volta às competições para a sexta etapa do mundial de surfe, que acontecerá entre os dias 12 e 23 de julho, em Jeffreys Bay, na África do Sul.

    Leia tudo sobre: surfe
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.