Tamanho do texto

A carioca de 22 anos desbancou a havaiana Crystal Walsh e levou a melhor em evento inédito na Oceania

Chloé Calmon comemora a vitória do Kumul World Longboard Championships em Papua-Nova Guiné
WSL/ Cheyenne Abel
Chloé Calmon comemora a vitória do Kumul World Longboard Championships em Papua-Nova Guiné

A carioca Chloé Calmon foi a grande campeã do Kumul World Longboard Championships, a primeira etapa do mundial de longboard. O evento aconteceu em Papua-Nova Guiné e tratou-se do primeiro evento de surfe profissional realizado no país. Nas ondas de Uligan Bay, a brasileira desbancou a havaiana Honolua Blomfield na semi e bateu Crystal Walsh, também do Havaí, na final.

LEIA TAMBÉM: Três jovens promessas do surfe brasileiro para ficar de olho em 2017

Aos 22 anos, Chloé Calmon já tinha um 8.57 e de virada na última onda, conseguiu arrancar um 7.20 dos juízes para subir no pódio. A pontuação final ficou entre 15.77 da brasileira, contra 15.36 (7.03+8.33) de Crystal Walsh.

"Eu sempre sonhei em ganhar um evento, mas este é completamente diferente de qualquer coisa que eu já imaginei", disse Chloé. "Esse foi o primeiro campeonato em que eu deixei de lado a minha competitividade e só fui me divertir, então foi ótimo encontrar o equilíbrio finalmente. Desde a primeira bateria eu estava tão espantada com a energia deste lugar e tão feliz comigo mesmo. Estou muito grata por estar aqui neste lugar incrível com essas pessoas fantásticas e se eu tivesse ficado em 1º ou 2º eu estaria feliz, não importa o quê", completou.

LEIA TAMBÉM: Australiana é atacada por águas-vivas durante bateria do mundial de surfe

Chloé Calmon
WSL/ Tim Hain
Chloé Calmon


Em evento histórico, o Kumul World Longboard Championships reuniu a multidão local na praia de Tupira
WSL/ Andrew Nichols
Em evento histórico, o Kumul World Longboard Championships reuniu a multidão local na praia de Tupira



























"Foi incrível ver tantas pessoas torcendo por mim, junto com meus amigos me apoiando nessa final", disse Calmon. "Crystal estava surfando muito bem e eu sabia que precisaria dar o meu melhor para vencê-la depois de surfar contra Honolua Blomfield na semifinal. Esta é uma grande vitória para mim e conquistar isso é uma sensação tão boa - sei que sou capaz de realizar quando eu preciso".

LEIA TAMBÉM: Kelly Slater polemiza ao pedir morte de tubarões; veja o porquê

Prêmios

Chloé Calmon é tricampeã carioca, campeã do circuito brasileiro, bicampeã do Punta Sayulita Classic (México) e nos anos 2014 e 2015, ficou na terceira colocação do ranking mundial da WSL. Em 2016, a carioca foi vice-campeã mundial em Hainan, na China.

    Leia tudo sobre: surfe