Tamanho do texto

Julian Edelman, recebeu uma mensagem no seu Instagram indicando um comentário sobre um possível tiroteio em uma das suas fotos

O wide reciver do New England Patriots , Julian Edelman , estava no Texas visitando seu ex-companheiro de equipe Danny Amendola no mês passado, quando recebeu uma mensagem no seu Instagram .

Leia também: Jogadores são expulsos de clube após maltratarem gato e vídeo vazar na web

Julian Edelman foi draftado pelo New England Patriots em 2009
Reprodução
Julian Edelman foi draftado pelo New England Patriots em 2009

A mensagem que Edelman receber era de um seguidor o alertando sobre um comentário que ele havia visto em uma de suas fotos postadas. “Cara, há um garoto nos comentários dizendo que vaifazer um tiroteio em uma escola. Acho que você deveria alertar a autoridade", dizia a conta denominada jesseyi3.

Mensagem recebida por Edelman no Instagram
Reprodução/Instagram
Mensagem recebida por Edelman no Instagram

Edelman lembrou no tiroteio de Parkland, na Flórida, que havia acontecido cinco semanas antes. Na ocasião, 17 pessoas foram mortas.

Ele rapidamente notificou sua assistente em Boston, Shannen Moen, que analisou todos os comentários da foto mais recente de Edelman no Instagram. Ela encontrou a seguinte mensagem: "Vou fazer um tiroteio na minha escola. Veja o noticiário".

Comentários na postagem de Edelman, o penúltimo é a ameaça de tiroteio
Reprodução/Instagram
Comentários na postagem de Edelman, o penúltimo é a ameaça de tiroteio

Sua secretária ligou para o 911 e um policial logo chegou ao local onde Moen se encontrava. O policial viu o comentário na tela e ligou para seu superior, que enviou dois detetives para o local. 

Leia também: Homem é flagrado fazendo 'sexo' com buraco de golfe na Inglaterra; assista

Os detetives coletaram algumas informações sobre a pessoa que postou a ameaça e retornaram ao seu escritório. Eles fizeram um registros de emergência, o que permitiu determinar o endereço de e-mail e o IP do remetente. Assim, o indivíduo pôde ser rastreado até Port Huron, Michigan.

A polícia em Michigan foi acionada e imediatamente se dirigiu para o enderço de onde a mensagem foi publicada. No endereço, encontraram um menino de 14 anos que admitiu ter colocado a ameaça. Além do garoto, também encontraram dois fuzis que pertenciam a sua mãe.

O menino foi levado para um centro de detenção juvenil. Ele foi acusado de fazer um relatório falso de uma ameaça de terrorismo.

Moen disse que Edelman queria agradecer a pessoa com a conta jesseyi3 que lhe enviou a mensagem. A secretária tentou entrar em contato com a conta, mas até agora não recebeu resposta.

Leia também: Segurança filma suposto fantasma perturbando dentro de estádio; veja o vídeo

"Felizmente, esse garoto disse alguma coisa", disse Edelman, que já jogou três Super Bowls com os Patriots em sua carreira de oito anos na NFL.

    Leia tudo sobre: Instagram
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.

    Notícias Recomendadas