Tamanho do texto

Corrida Internacional de São Silvestre acontece todo dia 31 de dezembro e fecha o calendário esportivo brasileiro no ano

Atletas da São Silvestre de 2018
Fernando Dantas/Gazeta Press
Atletas da São Silvestre de 2018

Os destaques nacionais e internacionais da 94ª edição da Corrida Internacional de São Silvestre estão bem preparados e bastante confiantes. A prova acontece nesta segunda-feira, dia 31 de dezembro, a partir das 8h20, com largada na Avenida Paulista, altura do número 2000.

Leia também: Brasil vai com seus melhores atletas para São Silvestre; veja mais informações

Em entrevista coletiva realizada em um hotel da capital paulista, os atletas favoritos na São Silvestre de 2018 ressaltaram estar prontos para fazer um bom papel na principal prova de rua da América Latina.

Entre os brasileiros, Wellington Bezerra, do Cruzeiro, campeão das Dez Milhas Garoto e vice na Maratona de São Paulo, aposta em boa estratégia. "Quero dar o melhor possível de mim e procurar brigar pelas primeiras colocações. Sei das dificuldades, mas vou fazer uma boa estratégia para poder lutar pelas primeira colocações", declarou.

Seu companheiro de equipe, Gilmar Lopes, terceiro colocado na Volta da Pampulha, destacou que a equipe tem uma motivação extra. "Este ano é o objetivo fazer ainda mais bonito, pois a equipe do Cruzeiro vai acabar e queremos fechar com chave de ouro. Fiz uma preparação de dois meses de força para poder atingir esse objetivo no dia 31", afirmou.

Leia também: Após doping, Brasil fica com bronze no atletismo dos Jogos Olímpicos 2008

Éderson Pereira, do Pinheiros, melhor brasileiro da São Silvestre em 2017, disse estar em ótimas condições e espera um dia iluminado na segunda. "A expectativa é a melhor possível. Fizemos uma preparação boa nas últimas semanas e agora é descansar. Na segunda é buscar estar perto do favoritos e torcer para estar num dia iluminado e poder brigar pelo primeiro lugar".

Entre as mulheres, Joziane Cardoso, melhor brasileira no ano passado (10ª colocada), e Andréia Hessel, campeã da Maratona de São Paulo 2018, também estão confiantes. "Treinei bastante me dediquei e espero estar no pódio. Este é sempre o objetivo e vamos lutar para isso no dia 31", afirmou Joziane.

Andréia, por sua vez, tem se dedicado às maratonas, mas não descarta ter um bom desempenho na São Silvestre. "Venho de uma temporada diferente, com algumas maratonas. Mas a São Silvestre é importante e uma forma de carimbar essa temporada de forma positiva", afirmou.

Estrangeiros da São Silvestre 2018

Atletas da São Silvestre de 2018
Djalma Vassão/Gazeta Press
Atletas da São Silvestre de 2018

Dawitt Admasu , bicampeão da prova, foi outro que ressaltou a boa preparação para este ano. "Treinei por seis meses, sinto-me bem e espero um bom resultado. Estou pronto para isso. Aliás, o mais importante é estar aqui, um país que gosto muito e que tem me dado bastante apoio", declarou o etíope, que agora defende as cores do Bahrein.

A queniana Ester Kakuri, campeã da Meia Maratona do Rio de Janeiro 2018, também está confiante. "Para mim, estou preparada para um bom dia. Minha expectativa é que isso confirme na corrida e possa estar entre as primeiras", encerrou.

A categoria Cadeirante começará às 8h20 na Avenida Paulista , com a largada do pelotão de elite feminino marcado para 8h40. Logo em seguida, às 9h, será a vez da largada do pelotão de elite masculino e atletas da categoria geral. Todos são horário de Brasília.

Resultados da São Silvestre de 2017

Dawit Admasu venceu a São Silvestre de 2017. Ele também havia faturado a corrida em 2014
Twitter/Reprodução
Dawit Admasu venceu a São Silvestre de 2017. Ele também havia faturado a corrida em 2014

Masculino

  1. Dawitt Admasu (Etiópia), 44min15seg
  2. Belay  Bezabh (Etiópia), 44min43seg
  3. Edwin Kipsang (Quênia), 44min43seg
  4. Birhanu Balew (Bahrain), 45min06seg
  5. Paulo Lonyangata (Quênia), 45min28seg

Feminino

  1. Flomena Daniel (Quênia), 50min18seg
  2. Sintayehu Hailemicheal (Etiópia), 50min55seg
  3. Birhane Dibaba (Etiópia), 50min57seg
  4. Ymer Wude (Etiópia), 51min35seg
  5. Paskalia Chepkorir (Quênia), 51min55seg

Percurso detalhado da da São Silvestre

São Silvestre acontece todo dia 31 de dezembro
Sergio Barzaghi/GazetaPress/Divulgação
São Silvestre acontece todo dia 31 de dezembro

A largada é na Avenida Paulista, esquina com a Rua Augusta, com a chegada acontecendo na mesma avenida, no número 900.

  • Av. Dr. Arnaldo
  • Rua Maj. Natanael
  • Rua Des. Paulo Passalaqua
  • Av. Pacaembu
  • Viaduto Gal. Olímpio Silveira: passagem
  • Av. Dr. Abrahão Ribeiro
  • Av. Norma Giannotti
  • Av. Rudge
  • Viaduto Orlando Murgel
  • Av. Rio Branco
  • Av. Ipiranga
  • Av. São João
  • Alameda Barão de Limeira
  • Av. Duque de Caxias
  • Rua Rego Freitas
  • Rua Gal. Jardim
  • Rua Bento Freitas
  • Largo do Arouche
  • Av. Vieira de Carvalho
  • Praça da República
  • Av. Ipiranga
  • Av. São João
  • Rua Conselheiro Crispiniano
  • Praça Ramos de Azevedo
  • Rua Xavier de Toledo
  • Viaduto Nove de Julho
  • Viaduto Jacareí
  • Rua Santo Amaro: troca de mão
  • Rua Maria Paula
  • Av. Brig. Luis Antônio
  • Av. Paulista

Acessos da São Silvestre

Prova mais tradicional do atletismo brasileiro, São Silvestre é realizada desde 1925
Rovena Rosa/Agência Brasil 31.12.2016
Prova mais tradicional do atletismo brasileiro, São Silvestre é realizada desde 1925

A 94ª Corrida de São Silvestre terá um esquema especial de acesso à largada e chegada, visando assegurar maior facilidade aos atletas oficialmente inscritos e informar ao público que pretende acompanhar a corrida.

No período das 5h às 10h da manhã serão permitidos apenas atletas com número de peito, com os seguintes acessos: Alameda Santos, Rua São Carlos do Pinhal, Rua Frei Caneca, Alameda Ministro Rocha Azevedo, Rua Peixoto Gomide, Rua Plínio Figueiredo e Alameda Casa Branca.

A dispersão será a partir da Rua Joaquim Eugênio de Lima até a Alameda Itapeva.  Todas as áreas serão restritas a corredores oficialmente inscritos e usuários locais. Não será permitida a presença de acompanhantes ou carrinhos e outros itens que não fazem parte do evento. 

Leia também: Atleta supera depressão com ajuda de corrida e sonha em disputar Paralimpíada

O Comitê Organizador pede que atletas sem inscrição não compareçam, pois não há como dimensionar os serviços e o consumo excessivo pode gerar a falta de serviços e hidratação para os inscritos. E destaca que essas dinâmicas estão sendo implantadas para melhor atender aos atletas inscritos oficialmente.

A infraestrutura da  São Silvestre  é dimensionada para o número oficial de inscritos, cerca de 30 mil, não contemplando serviços a atletas sem inscrição (os famosos "pipocas"). Serão sete postos de água, com volume para atender somente aos inscritos. Como consta em regulamento, não haverá serviços extras e hidratação excedente para atletas sem inscrição. 

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.