Tamanho do texto

Nova York recebeu neste domingo (6), 50 mil pessoas que percorreram 42 quilômetros da cidade

A queniana Mary Keitany é campeã da maratona de Nova York pela terceira vez consecutiva
Divulgação/ New York City Marathon
A queniana Mary Keitany é campeã da maratona de Nova York pela terceira vez consecutiva

Criada em 1970 por Fred Lebow, a corrida de Nova York é a maior e mais popular do mundo. Realizada no primeiro domingo de novembro, inicialmente a prova baseava-se em dar quatro voltas dentro do Central Park.

Leia mais: Jogadora faz golaço à la Messi; Confira o vídeo

Hoje, a maratona tem largada em Staten Island, e então percorre os distritos do Brooklyn, Queens, Manhattan, Bronx, e então termina no icônico parque. São ao todo, 42 quilômetros pela cidade de Nova York . No evento de 2016, 50 mil corredores participaram da maratona.

A corrida se tornou uma das marcas registradas da cidade e atrai milhares de turistas todos os anos. Dos 50 mil inscritos, 30% deste número são estrangeiros. No dia do evento, dez mil voluntários trabalham pelas ruas da cidade. Na largada, 61.200 garrafinhas de água são distribuídas, além de 40.800 barrinhas de proteína e 65 mil copos de café.

Leia mais: Americano Kanoa Igarashi é campeão do Hang Loose Pro na Joaquina

NEW YORK MARATHON 2016

A vencedora da edição 2016 foi a queniana Mary Keitany com o tempo de 2 horas 24 minutos e 26 segundos. Esta é a terceira vitória consecutiva da corredora de 34 anos, que ainda bateu seu recorde em 1s mais rápida que o ano passado.

A prata ficou com a também queniana Sally Kipyego (2h28m01s) e a estreante americana Molly Huddle com a bronze (2h28m13s).

Leia mais: Foi só um susto! Van Persie não corre o risco de perder a visão de um olho

Entre os homens, um campeão inédito, Ghirmay Ghebreslassie, da Eritreia. O corredor de 20 anos se tornou o mais jovem a vencer a maratona de Nova York, completando a prova em 2h07m51s.

O segundo lugar do pódio ficou com Lucas Rotich (2h08m53s) do Quênia enquanto o terceiro, com Abdi Abdiraham (2h11m23s), somali naturalizado americano.

Campeão dos homens no ano passado, o queniano Stanley Biwott desistiu da corrida durante o kilômetro 16, devido a lesão na panturrilha direita. Na maratona dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, Biwott abandonou durante o percurso por problemas estomacais.

GALERIA DE FOTOS


    Notícias Recomendadas

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.