Arthur Nory publicou um vídeo cometendo bullying racista com outro atleta
Reprodução
Arthur Nory publicou um vídeo cometendo bullying racista com outro atleta

Internautas não perdoaram a TV Globo pela exibição de uma reportagem com Arthur Nory, no "Domingo Espetacular", em que o ginasta é chamado de "herói olímpico". A emissora recebeu diversas críticas nas redes sociais por ter ignorado o caso de racismo que envolveu o atleta e Angelo Assumpção, campeão da Copa do Mundo de ginástica artística em 2015.

Durante a atração deste domingo (11), Nory foi entrevistado por Claudia Leitte e teve sua trajetória no esporte revisitada. Parte da audiência ficou revoltada ao ver que a Globo evitou a polêmica ocorrida em 2015, quando o ginasta Angelo Assumpção denunciou o racismo que sofreu do colega.

(Veja na galeria abaixo fotos do atleta)


Em 2015, Angelo foi convocado às pressas para substituir Nory na Copa do Mundo de ginástica artística e recebeu uma medalhe de ouro inédita para a seleção brasileira após executar um salto perfeito. Apesar da conquista, o atleta, que tinha 18 anos na época, continuou a ser menosprezado no Clube Pinheiros, onde treinava com Arthur.

Você viu?

Duas semanas após a competição, Nory publicou um vídeo em que aparece acompanhado de dois outros colegas brancos ofendendo Angelo de forma considerada racista. "O saco do supermercado é branco, o de lixo é preto. Por quê?", disse o ginasta na gravação.

A repercussão do caso afetou Angelo de tal forma que o atleta teve seu desempenho prejudicado. "Fiquei doente depois de tudo que aconteceu. Mas ninguém se preocupou em me proteger. Tive de me virar sozinho. Me tirei do fundo do poço, da depressão, sem nenhum suporte do clube ou de treinadores. Colocaram minha história de conquistas no esquecimento ao aceitar que me comparassem com lixo", declarou Assumpção em entrevista ao jornal "El País", no ano passado.

Por outro lado, Arthur Nory recebeu apenas uma suspensão de 30 dias e, meses após o caso, recebeu medalhe de bronze nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Agora, o ginasta é visto como promessa para a competição em Tóquio, no Japão, enquanto Assumpção luta para retornar ao esporte desde 2019, quando foi demitido do Clube Pinheiros por denunciar outras situações racistas que enfrentou.

Nas redes sociais, internautas registraram fortes críticas à Rede Globo por enaltecer Nory apesar do crime de injúria racial cometido pelo atleta. "Assistir o Arthur Nory dando entrevista como favorito nas olimpíadas enquanto o Ângelo continua sem clube me deixa enojada", declarou uma usuária do Twitter. "[É] Podre a Globo tratar o Arthur Nory como herói da ginástica sendo que foi um racista de m*rda com o próprio coleguinha de equipe", escreveu outra.


    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários