Tóquio
Instagram
Tóquio

O presidente do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos de Tóquio , Yoshiro Mori , fez declarações machistas em uma reunião com membros da entidade. Após a polêmica, o japonês de 83 anos pediu desculpas pelos comentários "inapropriados" sobre as mulheres.


De acordo com o jornal "Asahi" , Mori se queixou da presença feminina em reuniões, alegando que elas competem para falar mais. O ex-primeiro-ministro também reclamou do tempo que demoraria se as cúpulas tivessem mais mulheres.

"Se aumentarmos a quantidade de mulheres no conselho, temos que garantir que o tempo de uso da palavra delas seja um pouco restrito, porque elas têm dificuldades para terminar, o que é irritante. Nós temos por volta de sete mulheres no comitê, mas todas entendem seu lugar", declarou Mori.

Você viu?

O japonês, que recebeu diversas críticas nas redes sociais, pediu desculpas em uma coletiva de imprensa pelos comentários "inapropriados". Mori acrescentou que as mulheres de sua família, como a esposa e a filha, também o repreenderam.

Mori descartou a hipótese de renunciar ao cargo em decorrência das declarações machistas, lembrando do seu "sacrifício pessoal" nos últimos sete anos a serviço da organização das Olimpíadas.

Mori é lembrado no Japão por uma série de gafes e declarações pouco diplomáticas feitas durante o seu mandato como primeiro-ministro, que foi de 2000 a 2001.

O conselho do Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio possuem atualmente 24 membros, sendo cinco mulheres.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários