Tamanho do texto

O ano de 2018 não foi tão bom quanto alguns dos grandes atletas e equipes do mundo esperavam; confira a lista das grandes decepções da temporada

O ano de 2018 está chegando ao fim, e muitos atletas e equipes com certeza estão agradecendo por isso. Nesta retrospectiva, o iG Esporte selecionou algumas das personalidades que geraram grande expectativa, mas que acabaram se tornando decepções.

Leia também: Gabigol, Djokovic, Dedé: os esportistas que deram a volta por cima em 2018

Confira a retrospectiva das maiores decepções de 2018 , que conta com a presença Neymar, Ganso, Jair Ventura, Fernando Alonso, a seleção alemã, os africanos que disputaram a Copa e a final da Libertadores em Madri.

Neymar

As inúmeras cena de Neymar rolando na Copa o fizeram virar piada mundial, garantindo ao craque um lugar nas retrospectiva
FIFA/ Divulgação
As inúmeras cena de Neymar rolando na Copa o fizeram virar piada mundial, garantindo ao craque um lugar nas retrospectiva

Principal jogador da seleção brasileira, o atacante voltava de uma grave lesão no pé, mas ainda assim era a principal esperança do time de Tite na Copa do Mundo na Rússia, mas acabou sendo o destaque negativo da equipe.

Após más atuações nas duas primeiras partidas, contra Suíça e Costa Rica, Neymar enfim chamou a atenção na partida contra a Sérvia, mas não por seus dribles ou gols, e sim por suas exageradas simulações de falta, o que se repetiu nas oitavas de final contra o México.

As quedas de Neymar viraram motivo de críticas e piadas no mundo inteiro, arranhando a imagem do atleta. Um estudo do Ibope mostrou que a rejeição do jogador brasileiro dobrou nas redes sociais durante a Copa do Mundo.

Seleção alemã

Marcos Reus lamenta, eliminação da Copa do Mundo
Divulgação/Fifa
Marcos Reus lamenta, eliminação da Copa do Mundo

Campeã mundial 2014 e da Copa das Confederações em 2017, a Alemanha chegou como uma das grandes favoritas na Rússia, mas foi eliminada na primeira fase, mesmo estando em um grupo considerado fácil, com México, Suécia e Coreia do Sul.

Mesmo com elenco reformulado, a seleção alemã manteve nomes como Neuer e Thomas Muller, que não puderam evitar as derrotas para México, na primeira rodada, e para a Coreia do Sul, que sacramentou a eliminação.

Como se não bastasse o vexame na Rússia, os alemães também foram a grande decepção na Liga das Nações, ficando em último lugar no grupo 1, sendo rebaixados da principal divisão do torneio

Final da Libertadores em Madri

Benedetto celebra gol do Boca Juniors contra o River Plate na final da Libertadores no Santiago Bernabéu
Twitter/Reprodução
Benedetto celebra gol do Boca Juniors contra o River Plate na final da Libertadores no Santiago Bernabéu

A expectativa para a final entre Boca Juniors e River Plate era enorme no mundo inteiro, principalmente para os argentinos, que veriam de perto maior clássico do país em uma final de Libertadores pela primeira vez na história, mas não foi bem assim.

Após o empate em 2 a 2 na Bombonera, as equipes decidiriam quem seria o grande campeão Sul-americano no Monumental de Nuñez, mas a final teve que ser adiada depois que o ônibus da delegação do Boca foi atacado por torcedores do River na chegada ao estádio.

Alegando falta de segurança no país, a Conmebol tomou a decisão de transferir a grande final para o estádio Santiago Bernabéu, em Madri, na Espanha. Os clubes protestaram, mas a partida foi realizada e o River Plate se sagrou campeão da Libertadores.

Leia também: Surfista havaiano é suspenso após trocar socos com brasileiro; assista

Corinthians

O Corinthians perdeu o título da Copa do Brasil para o Cruzeiro
Reprodução / Cruzeiro
O Corinthians perdeu o título da Copa do Brasil para o Cruzeiro

Campeão brasileiro em 2017, o Timão até começou o ano bem com o título do Campeonato Paulista em cima do Palmeiras no Allianz Parque, mas o desmanche do elenco, incluindo o treinador Fábio Carille, pesaram na disputa do Brasileirão.

Com as saídas de Balbuena, Guilherme Arana, Maycon, Rodriguinho e Jô, peças que tiveram reposição, o Corinthians figurou a parte de baixo da tabela e correu risco de rebaixamento até o final da competição, terminando apenas dois pontos na frente do Sport, primeira equipe do Z-4.

Apesar da péssima campanha no Brasileirão, o Corinthians conseguiu chegar até a final da Copa do Brasil, mas acabou perdendo o título para o Cruzeiro, e decepcionando os torcedores.

Jair Ventura

Jair Ventura decepcionou no comando do Corinthians e do Santos
Timão Web
Jair Ventura decepcionou no comando do Corinthians e do Santos

O ano de 2018 não foi dos melhores para Jair Ventura, após um bom trabalho no Botafogo, onde assumiu o clube na zona de rebaixamento e conseguiu a classificação para a Libertadores, o treinador brigou contra o rebaixamento por dois grandes de São Paulo.

Pelo Santos, Jair teve 44% de aproveitamento, com 14 vitórias, 10 empates e 15 derrotas, deixando o clube apenas um ponto a frente da zona da degola do Brasileirão.

Já no Corinthians, o treinador conquistou apenas 14 pontos dos 45 disputados, e o Timão terminou o campeonato apenas dois a frente do primeiro rebaixado.

Somando as duas campanhas no Brasileirão, Jair Ventura teve aproveitamento de 34,5%, e ficaria entre o vice-lanterna Vitória, que teve 32%, e o 18° América-MG, com 35% dos pontos disputados.

Seleções africanas

A seleção de Senegal foi uma das africanas que decepcionou na Copa do Mundo
Reprodução / Fabrice Coffrini / STF
A seleção de Senegal foi uma das africanas que decepcionou na Copa do Mundo

Pela primeira vez na história, desde 1986, quando a Copa do Mundo passou a ser disputada neste formato, nenhuma seleção do continente africano se classificou para as oitavas de final do torneio. Senegal , Nigéria, Marrocos, Egito e Tunísia se despediram mais cedo do Mundial na Rússia.

Com este formato em disputa, Marrocos (1986), Camarões (1990), Nigéria (1994, 1998 e 2014), Senegal (2002), Gana (2006 e 2010) e Argélia (2014) representaram a África nas oitavas de final. Em 1982, a Copa do Mundo tinha duas fases de grupos - foi na Europa , em território espanhol. Naquela oportunidade, nenhuma seleção africana avançou para segunda fase. 

Leia também: Atlético-PR faz mudança radical no nome e escudo e a web não perdoou; veja memes

Fernando Alonso 

Fernando Alonso encerrou sua carreira na Fórmula 1 após 17 temporadas
Divulgação
Fernando Alonso encerrou sua carreira na Fórmula 1 após 17 temporadas

Em sua temporada de despedida da Fórmula 1, o piloto espanhol sofreu com o carro da Mclaren e sequer brigou por vitórias em 2018. Sua classificação no Mundial de Pilotos foi uma das piores de sua carreira, ficando apenas na 11ª posição. 

O ponto positivo do ano foi a vitória nas 24h de Le Mans pela Toyota. Já em 2019, Alonso confirmou presença nas 500 milhas de Indianápolis e no Mundial de Endurance (WEC), e descartou disputar uma temporada completa por qualquer categoria.

Paulo Henrique Ganso 

Ganso não conseguiu mostrar seu futebol no modesto Amiens, da França
Reprodução / Ligue 1
Ganso não conseguiu mostrar seu futebol no modesto Amiens, da França

Após duas temporadas muito abaixo do esperado no Sevilla, e com poucas oportunidades, o meia se transferiu por empréstimo para o modesto Amiens, da França, no final de agosto. 

Desde então, Paulo Henrique Ganso entrou em campo em 13 partidas, apenas seis delas como titular. No total, o brasileiro deu três assistências e não marcou nenhum gol. 

Sem convencer e impaciente com a situação, o meia pode voltar ao Brasil nesta janela. Flamengo e São Paulo aparecem como os principais candidatos a repatriar o jogador.

Leia também: Francês do Bayern de Munique cogita aposentadoria aos 22 anos: "Estou farto"

Faltou alguém nesta retrospectiva de decepções de 2018? Deixe sua opinião abaixo nos comentários.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.