Tamanho do texto

Kingsley Coman pode ter que passar pela terceira cirugia no tornozelo em duas temporadas e pensa em encerrar a carreira para não sofrer mais

O francês Kingsley Coman disse estar cansado das lesões e cogita abandonar o futebol
reprodução / Twitter
O francês Kingsley Coman disse estar cansado das lesões e cogita abandonar o futebol

Uma das grandes promessas do futebol europeu, o francês Kingsley Coman, ponta esquerda do Bayern de Munique, afirmou que está cansado de sofrer com lesões e cirurgias e que pensa em se aposentar aos 22 anos.

Leia também: Fantasia de lateral brasileiro causa polêmica em festa de Halloween na Alemanha

“Não vou fazer mais nenhuma operação. Espero não ter que reviver o que passei, pois estou farto”, desabafou o jogador  francês em entrevista ao TF1.

Na última temporada, Coman sofreu uma lesão no tornozelo que o tirou da Copa do Mundo na Rússia, vencida pela França. Em sua volta ao Bayern de Munique , o ponta se machucou novamente e teve que passar por outra cirurgia.

Leia também: CEO do Bayern diz que não pagaria tanto para ter CR7: "Atleta de 33 anos"

Nesta temporada, o jogador entrou em campo em apenas cinco partidas, e tem que lidar com a possibilidade de uma terceira operação para corrigir problema no tornozelo. Caso tenha que fazer a cirurgia, o francês considera encerrar sua carreira.

“Se o meu pé não foi feito para isso (jogar profissionalmente), então mais vale procurar outro trabalho. O ano está sendo muito difícil. Tudo desmoronou quando me lesionei a primeira vez e só espero não voltar a passar por isso. Se acontecer, é sinal que não sou feito para este nível, então vou viver uma outra vida, uma anônima”, completou.

Visualizar esta foto no Instagram.

Met my crutch’s brother 😜

Uma publicação compartilhada por Coman Kingsley (@king_coman) em

Coman foi formado nas categorias de base do Paris Saint-Germain, e estreou profissionalmente pela equipe aos 16 anos, em 2013. No ano seguinte, foi contratado pela Juventus, onde permanceu até 2015, quando se transferiu ao Bayern de Munique.

Leia também: Presidente do Bayern critica Özil: "Não joga m** nenhuma há anos"

A estreia do ponta esquerda francês pela seleção nacional foi em 13 de novembro de 2015 no amistoso contra a Alemanha que ficou marcado pelos ataques terroristas nos arredores do estádio.