Tamanho do texto

Sai de baixo! Participar de programas ao vivo é sinônimo de imprevistos, que podem significar alguns barracos que marcam a história da televisão

Kajuru quase apanhando do boxeador Mário Soares é uma das maiores brigas já presenciadas pelos espectadores da televisão brasileira
Reprodução
Kajuru quase apanhando do boxeador Mário Soares é uma das maiores brigas já presenciadas pelos espectadores da televisão brasileira

Vira e mexe rola algum desentendimento durante os programas esportivos. Às vezes, as coisas fogem do controle, a coisa fica feia e então começam algumas brigas. Mas nem sempre se trata de um atrito entre duas pessoas e sim, apenas um desabafo em rede nacional.

LEIA TAMBÉM: Oito jogadores de futebol que ficaram marcados por se envolverem em polêmicas

Por isso, o iG Esporte selecionou as maiores e melhores brigas e pitis já transmitidos, ao vivo, na televisão brasileira. Confira na lista abaixo.

Kajuru x Boxeador Mário Soares

Este ficou para sempre marcado na memória dos espectadores. Durante o programa Esporte Total, da Bandeirantes, Kajuru entrevistava o boxeador Mário Soares, que havia vencido uma luta contra Fabio Garrido. No entanto, Mairinho nocauteou o adversário, que foi levado em coma para a UTI.

"Se eu sou o presidente da confederação brasileira de boxe, eu te puno. Eu te suspenso por um ano. Você fica um ano sem lutar por ter feito o que você fez. Você não precisava ter dado os últimos dois socos nele. Ele já tava caído". 

"Isso é burrice, você é burro", retrucou o pugilista. "Você é covarde", respondeu Kajuru. E então, Mário Soares partiu para cima do apresentador, que por pouco, não foi nocauteado.

Luxemburgo x Marcelinho Carioca

Marcelinho Carioca e Luxemburgo trabalharam juntos o Corinthians, em 1998. No ano de 2007, durante o programa Por Dentro da Bola, comandado por José Luiz Datena, os dois se reencontraram. "Eu acho o Vanderlei o melhor treinador do Brasil e se não for do mundo. Trabalhei com ele, tivemos a diversidade, mas eu acho", disse o jogador. "Mas o Vanderlei não gosta muito de você não", cutucou o apresentador. "Mas é a opinião dele, vou fazer o que", respondeu Marcelinho.

Questionado o motivo de não gostar do jogador, Luxemburgo não teve papas na língua ao afirmar: "O Marcelinho Carioca eu não tenho o prazer de ser amigo dele e nem quero ser", disse. E então, começa a discussão: "Você é safado. Você não vale nada. Nunca provaram nada contra mim e não vão provar, você é moleque", continua o treinador.

José Carlos Lippi x Marcelo Rocha

No Esporte Cidade, da TV Cidade, de Teresópolis (RJ), o comentarista José Carlos Lippi se irritou com as propostas do programa apresentado por Marcelo Rocha. "Dá para cortar essa porcaria pra cá? Eu quero dizer para você, Marcelo e telespectadores, claro vocês não têm nada com isso. Mas, eu sou obrigado a falar. Esse programa aqui está uma porra. Porque eu não tenho a oportunidade de comentar um assunto como esse. Todo mundo fala e eu não posso comentar nada", disse Lippi.

Bastante irritado, José Carlos Lippi ainda continuou, enquanto o apresentador permaneceu sem interromper as reclamações do comentarista. "Eu queria dar o meu ponto de vista a respeito da fala do Pipoca, da fala do Mário Silva, da fala daquela moça, do Secretário de Esportes e não posso falar. Além de vocês ficarem falando toda vida, é matéria uma atrás da outra, matéria repetida. Estou de saco cheio disso aqui. Se tiver que vir para não comentar... Tem um segundo, um minuto pra falar? Eu não preciso de um minuto", finalizou e deixou os estúdios.

LEIA TAMBÉM: Saiba quem são os 10 jogadores de futebol mais rápidos do mundo

Luciano do Valle x Comentaristas da Band

Luciano do Valle fez um desabafo em rede nacional. O jornalista levantou questão sobre o fato de diversos dos demais comentaristas da emissora Bandeirantes não serem profissionais do jornalismo. "Eu vou transmitir o jogo hoje porque eu sou obrigado. Por mim, eu não pisava na ilha hoje, mas nem por decreto. A imprensa de São Paulo está abrindo guerra contra a imprensa do Brasil. Imprensa não, vírgula, os que se acham da imprensa. Porque na minha condição de jornalista, não está o Neto, não está o Godói, e comentam na Bandeirantes. Para comentar do meu lado tem que ter diploma", disse.

"Eles querem bagunça, querem audiência. Cadê o diploma do Milton Neves? Cadê o diploma do Flávio Prado? Quero ver. É radialista, não jornalista. Eu tô nervoso mesmo, to triste mesmo. Desculpa eu sou sincero e acabou".

Rogério Ceni x Milly Lacombe

Em 2006, durante o programa Arena SporTV, a jornalista alegou que o goleiro teria falsificado uma assinatura em uma proposta falsa do Arsenal para assim, se valorizar no São Paulo. "Eu não consigo, por exemplo, olhar pro Rogério e deixar de lembrar de quando ele falsificou a assinatura do Arsenal porque ele queria aumento no São Paulo. Ele forjou um documento para que o São Paulo...", começou Milly Lacombe.

O apresentador Cléber Machado ainda tentou amenizar a situação: "Acho que é um pouco mal contada né Milly? Você dizer que ele forjou...". O convidado Armando Nogueira também se manifestou: "Neste terreno eu não entro porque é especulação", disse.

No entanto, a coisa esquentou quando o próprio Rogério Ceni telefonou ao programa para se defender. "A opinião a respeito de um profissional pode ser positiva, negativa, é um direito que todos têm. Só vou pedir para que a senhorita prove o que está falando, que eu falsifiquei uma assinatura perante o São Paulo" disse o goleiro.

"Não foi isso que eu falei, eu não tenho o que procurar. Porque não foi isso que eu falei...", tentou retrucar a jornalista. "Você falou, eu estou assistindo o programa, por isso que eu estou ligando. Eu sempre fui honesto. E se eu tenho a história que eu tenho, é porque eu trabalhei pra isso. Eu tenho família minha filha, eu tenho esposa, eu tenho filhos que me têm como exemplo", completou Rogério Ceni.

LEIA TAMBÉM: Belos, só que não! Confira os 12 jogadores mais feios da história do futebol

Neto x Corinthians

Após a derrota do Corinthians para a Ponte Preta na 31ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2017, Neto soltou o verbo contra a equipe do Timão. "Vocês estão todos bem, né? Vocês vêm cada dia com um carro, ganhando 500 pau por mês. A torcida ganha 800 reais. Vocês estão de brincadeira. Vocês tinham que ir a pé. Vocês estão de sacanagem, vocês não correm. Vocês estão fazendo o que aí, seus zé-ruela, seus orelhudos", surtou o ex-jogador durante o programa Donos da Bola, da Bandeirantes.

"Vocês estão de sacanagem! Vocês não correm! Para não falar outra coisa, para eu não tomar processo por causa de vocês. Flávio Adauto, Alessandro, vocês estão fazendo o que como diretores? Seus Zé Ruela! Seus orelhudo! Vocês vão perder o campeonato para o Palmeiras. E sabe quem vai aguentar? Eu!", completou.

Amigão x Trajano

Em 2003, Paulo Soares "Amigão", deixou o programa Linha de Passe, ao vivo. "O Palmeiras tem uma semana difícil porque tem o São Paulo no meio da semana pela Libertadores da América e depois tem o Santos no fim de semana. E José Trajano...", começou Amigão.

"Eu não aguento mais falar do Palmeiras aqui, com todo o respeito ao Palmeiras", retrucou Trajano. O desentendimento envolveu os demais convidados do programa e Amigão avisou: "Então eu também estou levantando e indo embora porque eu também tinha separado tanta coisa para falar aqui...".

PVC x Felipe Melo

Felipe Melo havia sido convocado por Dunga para a Copa do Mundo de 2010 e entrou por telefone no programa Bate-Bola, da ESPN. O jogador, na época, da Juventus, se irritou quando foi questionado sobre seu desempenho.

"Você fez uma má temporada na Itália, isso é consenso, acho que você mesmo concorda. Queria que você falasse porque devemos acreditar que o Felipe Melo da Copa do Mundo será diferente deste que disputou a temporada 2009/2010 pela Juventus", começou o jornalista.

"Você acompanhou o Campeonato Italiano? Há controvérsias. Você falando isso aí, eu não concordo. Temos que pegar números. Pegando números, você vai ver que a Juventus sem o Felipe Mello jogou seis partidas e perdeu cinco", disse Felipe Melo, mas foi logo interrompido por PVC: "Mas com você jogando também fez sua pior campanha em 40 anos pelo Campeonato Italiano".

O jogador então se irritou "Você falar uma coisa dessas, acho que você não entende de futebol". "Desculpa Felipe, não estou falando nada disso por brincadeira não. Eu falo porque acompanho o Campeonato Italiano", disse PVC .

"Para fazer uma análise do jogador, você tem que pegar os números. Não pode falar uma coisa dessa aí, isso é ridículo", retrucou o volante, que acrescentou: "Você é jornalista?"

"Você é jogador? Eu sou jornalista. Eu sou jornalista. Transmitimos todos os jogos da Juventus na temporada. Foi a pior campanha em 40 anos e muita gente criticou você durante a temporada, muita gente. Não questiono sua convocação, a pergunta não foi essa. A pergunta foi: porque você acredita que fará uma grande Copa do Mundo", mas neste momento Felipe Melo já tinha desligado o telefone e terminado uma das maiores brigas e desentendimentos de programas esportivos brasileiros.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.