Tamanho do texto

Brasileiro pode igualar duas marcas importantes do UFC, mas prefere focar apenas na possibilidade que tem de se tornar campeão dos meio-médios

O brasileiro Demian Maia terá a primeira chance de ser campeão meio-médio do UFC, neste sábado, quando enfrenta Tyron Woodley , no UFC 214 , nos Estados Unidos. O lutador de 39 anos ainda poderá igualar o recorde de vitórias na história do Ultimate, que pertence atualmente a Michael Bisping, com 20 triunfos.

Leia também: Após críticas, McGregor ironiza Mike Tyson: "Você vai comer suas palavras"

Se finalizar o atual campeão, Demian Maia empatará com Royce Gracie como maior finalizador da história do UFC, com dez. Mesmo com esses possíveis recordes, o paulista segue com o foco totalmente voltado ao norte-americano.

Demian Maia enfrentará Tyron Woodley pelo cinturão dos meio-médios do UFC
Reprodução/ Twitter/UFC
Demian Maia enfrentará Tyron Woodley pelo cinturão dos meio-médios do UFC

Durante entrevista concedida à imprensa internacional antes do confronto, Maia revelou que quer, sim, alcançar as duas marcas, mas que prefere pensar primeiro no atual campeão, que não perde uma luta desde junho de 2014.

Leia também: Lutador vomita durante combate de MMA e é desclassificado; veja no vídeo

“Há duas semanas, me peguei pensando nesses recordes e nessas possibilidades, mas agora tenho tentado manter isso fora da minha cabeça. Não quero perder o meu foco. Claro que seria ótimo conseguir essas marcas, mas recordes serão quebrados um dia. O que será meu para sempre é o cinturão. Por isso vou fazer o meu melhor para chegar lá no sábado e ganhar a luta”, revelou.

O brasileiro admitiu, ainda, que está animado com sua vantagem física sobre Woodley, mas sabe que o detentor do cinturão saberá lidar com essa desvantagem. “Eu percebi sim a diferença entre nós, quando nos encaramos. Mas Woodley é experiente, é um cara muito bom e acostumado a lutar com caras mais altos, como Stephen Thompson, por exemplo. Mas é claro que, se puder, usarei essa diferença em minha vantagem”, completou.

Leia também: Prestes a lutar pelo cinturão, Cris Cyborg revela: "Eu quero fazer a diferença"

UFC 214

A luta entre Demian Maia e Tyron Woodley será a co-principal do evento que acontecerá em Ahaheim, na Califórnia. Antes, a brasileira Cris Cyborg enfrentará Tonya Evinger pelo cinturão peso pena feminino. O duelo principal da noite ficará por conta de Daniel Cormier e Jon Jones, que lutarão pela segunda vez pelo título do peso meio-pesado, que pertence a Cormier atualmente.

    Leia tudo sobre: Luta