Tamanho do texto

Aaron Rajman, de apenas 25 anos, teve a casa na Flórida invadida por homens armados. Após uma discussão, ele foi atingido e não resistiu

Um jovem lutador de MMA foi morto a tiros em sua casa, localizada em Boca Raton , na Flórida, nos Estados Unidos, na noite da última segunda-feira. Aaron Rajman , de 25 anos, chegou a ser levado a um hospital local, mas não resistiu aos ferimentos.

Leia também: Estrela do UFC, Ronda Rousey tem fotos nuas vazadas na internet

De acordo com os detetives, o lutador foi assassinado durante uma discussão com vários homens quando eles entraram na casa da família de Rajman e dispararam pelo menos um tiro nele por volta das 22h25 do horário local. Os homens se afastaram após o encontro. A delegacia local disse que o caso será investigado pela homicídios.

O jovem lutador Aaron Rajman foi morto a tiros após homens invadirem sua casa na Flórida
Divulgação
O jovem lutador Aaron Rajman foi morto a tiros após homens invadirem sua casa na Flórida

O jovem estreou no MMA profissional em abril de 2014 e venceu duas lutas e perdeu outras duas. Como amador, ele tinha um cartel com oito vitórias e apenas uma derrota. Dave Zalewski, amigo de Aaron e promotor de lutas em Miami, disse ao site sunsentinel que ele treinava na American Top Team (famosa academia local) desde os 16 anos.

Leia também: Homem oferece R$ 50 mil pelo short da lutadora que defecou em combate do UFC

Além disso, Rajman ficou conhecido como um dos poucos judeus ortodoxos do MMA norte-americano.

Homenagens

A lutadora do UFC, Tecia Torres, que compete nesta sexta-feira no TUF 25 Finale, que conhecia Rajman desde quando ele era amador, publicou uma homenagem em seu instagram. "Uma alma linda se foi muito cedo. Hoje meu coração está pesado com a morte do meu amigo", escreveu.

Leia também: Lutadora que defecou durante combate receberá dinheiro do UFC: "Eu não pedi"

A página de MMA do sul da Flórida também postou um tributo em honra ao lutador.