Tamanho do texto

Conhecida como MoMo, criança de apenas 12 anos fará duelo contra adversária com o dobro da idade conhecida por participar de brigas na rua

Em alguns esportes como ginástica artística, é comum ver crianças de 12, 13 ou 14 anos já competindo em torneios oficiais, mas esse não é o caso do MMA, modalidade que exige muito de um atleta e bastante agressiva. Entretanto, uma polêmica no Japão chamou a atenção ao anunciar uma luta amadora com uma criança de 12 anos contra uma rival com o dobro da idade para o dia 20 de maio, em Tóquio.

Leia também: "Nenhum evento no Brasil me cobrou teste", diz atleta de MMA que lutou grávida

A luta será pelo Deep Jewels, organização japonesa de MMA, que escalou surpreendentemente "Momo", como é conhecida a jovem de 12 anos, contra Momoko Yamasaki, que tem 24 anos. Momo pesa 39kg e fará sua estreia na categoria de até 43kg, a adversária, por sua vez, está no MMA desde 2014 e já tem cinco lutas em seu cartel - venceu duas e perdeu três.

Momoko Yamasaki, de 24 anos, e MoMo, de apenas 12, farão luta em evento de MMA japonês
Divulgação/ DEEP JEWELS
Momoko Yamasaki, de 24 anos, e MoMo, de apenas 12, farão luta em evento de MMA japonês

Por ser um duelo amador, existem algumas regras pré-estabelecidas pela organização japonesa. As duas jovens lutadoras, por exemplo, terão que usar capacetes protetores durante o confronto, além de que golpes na cabeça com a oponente no chão estão proibidos.

Leia também: Musa do judô migra para o MMA e mostra rosto desfigurado após combate

De acordo com o site WMMA Rankings, a lutadora mais velha começou sua carreira em brigas de ruas depois de sofrer bullying no ensino médio. Por conta disso, ela teria se transformado em uma delinquente, mas conseguiu "diversos triunfos nas ruas". MoMo é treinada pela equipe Hakushinkai Karate, que recentemente revelou outros lutadores.

Leia também: A modelo que largou as passarelas para ser lutadora profissional de Muay Thai

Outros combates estranhos

O MMA japonês está acostumado a realizar confrontos polêmicos ou bizarros. Em dezembro do ano passado, a brasileira Gabi Garcia participou de uma luta muito estranha. Ela, que é campeã mundial de jiu-jitsu, aos 31 anos, foi escalada para enfrentar Yumiko Hotta, que tem 49, no Rizin. Como era de se esperar, o confronto terminou com um nocaute de Gabi na adversária com apenas 41 segundos. Em 2015, a brasileira Kinberly Novaes participou de evento de MMA em Santa Catarina e depois descobriu que estava grávida.

    Leia tudo sobre: Luta