Tamanho do texto

"Os direitos de Anthony foram violados. Vamos atrás dos canais legais adequados para resolvermos isso", afirmou o empresário do ex-lutador

A polêmica pesagem de Daniel Cormier antes da luta contra Anthony Johnson no UFC 210 parece que ainda vai render muito. Nesta terça-feira, o empresário de Rumble, Ali Abdelaziz, revelou que o lutador, que anunciou aposentadoria após o duelo, já prepara uma reclamação formal para enviar à Comissão Atlética de Nova York (NYSAC, na sigla em inglês) ainda nesta semana.

Leia também: Saiba tudo sobre Luta no iG Esporte

"Os direitos de Anthony foram violados. Vamos atrás dos canais legais adequados para resolvermos isso. Todo mundo viu o que aconteceu. Como alguém perde 1,2 libras (pouco mais de 0,5 kg) em dois minutos? Não queremos tirar nada de dele, ele mereceu aquela vitória. Mas Cormier precisa abrir mão de 20% da bolsa para Anthony", afirmou. Rumble acabou finalizado por DC na luta do último final de semana.

A pesagem de Daniel Cormier antes da luta contra Anthony Johnson pelo UFC 210 foi bastante polêmica
Reprodução
A pesagem de Daniel Cormier antes da luta contra Anthony Johnson pelo UFC 210 foi bastante polêmica

"Ele tinha duas horas extras para cortar peso - e eu acho que ele provavelmente conseguiria -, mas como isso aconteceu, acho que ele não conseguiu bater o peso", continuou o empresário em entrevista ao site da ESPN dos Estados Unidos.

Leia também: Veja fotos da lutadora que quase ficou fora do UFC210 por ter silicone nos seios

Segundo o advogado de Anthony Jonhson, Craig Zimmermann, a equipe do lutador não quer somente a multa, mas que a pesagem foi feita de forma errada e que o processo da Comissão de Nova York seja mais eficiente.

"Acho que precisamos de três coisas. A primeira é o reconhecimento de que a pesagem foi feita de maneira incorreta. A segunda, precisamos que DC seja multado em 20%, ele precisava ser multado por estar acima do peso. A terceira é que Nova York melhore os procedimentos de pesagem para que isso não aconteça mais", ponderou o advogado ao site "MMA Fighting".

A polêmica

Cormier subiu na balança para bater o peso de 93kg e conseguir ir ao octógono enfrentar Anthony Johnson. Primeiramente, porém, DC anotou 93,5kg, o que faria com que a luta não fosse válida pelo cinturão. Ele então deixou a sala e com menos de um minuto para o fim do prazo permitido de 120 minutos da janela de pesagem, voltou sem roupa e conseguiu bater o limite. Acontece que Cormier apoiou-se na toalha que tampava suas partes íntimas e isso pode ter feito com que seu peso diminuísse.

Vitória de DC

Apesar das polêmicas, a luta aconteceu e foi a principal do UFC 210, no último sábado, em Buffalo, nos Estados Unidos. Daniel Cormier conseguiu defender seu título dos meio-pesados do Ultimate e finalizou com um mata-leão aos três minutos do segundo round. Como consequência, Rumble, que vinha bem, anunciou uma precoce aposentadoria.

Leia também: Arianny Celeste, musa do UFC, posta foto de topless e segurando o seio de amiga

“Não tenho desculpas, perdi a luta para um cara melhor. DC é muito talentoso e parabéns para ele. Isso é algo que tenho que fazer para mim, amo os fãs e esta é minha última luta. Ainda não falei para Dana White, não falei para ninguém, não queria nenhuma distração. Me comprometi com outro trabalho, algo que queria fazer há muito tempo, diferente de MMA, estou cansado de levar socos. (…) Não tem nada divertido em levar socos. Mas teria que ser aqui, nesse lugar maravilhoso. Vocês respeitaram meu trabalho e muito obrigado!”, desabafou Anthony logo após o combate.

    Leia tudo sobre: Luta