Gabriel Jesus não deve ser titular da seleção brasileira no amistoso contra o Panamá, no sábado. O mesmo tem acontecido no Manchester City, onde ele tem começado no banco de reservas, ainda mais com a ótima fase de Agüero.

Leia também: Chamado para a seleção brasileira, Alex Telles esperava convocação da Itália

Com
Pedro Martins / MoWA Press
Com "parada" na carreira, Gabriel Jesus disse que superou Copa sem gols

Em entrevista coletiva nesta terça-feira, em Porto, Gabriel Jesus ressaltou que vê a oscilação como normal para um jogador que tem apenas 21 anos.

"Tenho conversado bastante com minha família e meus amigos. Tive um momento muito bom na carreira e na vida, surgi e alcancei coisas muito rápido, dei uma parada e acho que é normal. Tenho 21 anos, não tenho que apressar as coisas", afirmou o atleta.

"Estou buscando a titularidade contra um cara que é o maior goleador do clube (Agüero). Fiquei 10 dias parado por uma lesão e nessa reta final quero ajudar minha equipe a ter conquistas", acrescentou o atacante.

Jesus falou também sobre o fato de não ter marcado gols na Copa do Mundo e em como isso mexeu com sua cabeça, mas deixou claro que é algo que ficou para trás.

"Hoje não pesa nada, mas foi muito difícil assimilar. Minha família e meus amigos ajudaram muito. Não vivo esse momento hoje por má fase minha, e sim pela grande fase do Agüero. Quando eu jogo ajudo o time", explicou.

Você viu?

"No pós-Copa eu ainda pensava muito, foi meu momento mais difícil como jogador. Mas superei, trabalhei, conquistei de novo meu espaço. Isso me abalou apenas no começo da temporada, faz tempo que não abala mais", garantiu Gabriel Jesus.

Leia também: Tite convoca Fágner para substituir Daniel Alves em amistosos da seleção

Gabriel Jesus e Felipe Anderson concederam entrevista coletiva antes de amistoso da seleção brasileira
Pedro Martins / MoWA Press
Gabriel Jesus e Felipe Anderson concederam entrevista coletiva antes de amistoso da seleção brasileira

Quem também concedeu entrevista nesta terça foi Felipe Anderson , que também deve começar o primeiro amistoso no banco de reservas. O meia do West Ham, que chegou a atuar em alguns minutos com a camisa da seleção brasileira durante partida contra o México, ainda em 2015, considera que essa oportunidade será como outra estreia.

"Será como uma estreia pelo fato de aquela vez não ter tido oportunidade maior. Mas com experiência maior. Sabendo do meu potencial, do que posso fazer", disse.

"Cresci muito na Itália, cresci nesses primeiros meses da Inglaterra, tenho mais confiança no meu potencial. Aprendi muito, foram quase quatro anos, com foco sempre em poder voltar aqui e dar o meu melhor", completou.

Leia também: Mulheres Guerreiras do Brasil: as novas camisas da seleção feminina para Copa

Sem Gabriel Jesus , a seleção brasileira deve entrar em campo para enfrentar o Panamá da seguinte forma: Ederson, Fágner, Éder Militão, Miranda e Alex Telles; Casemiro, Arthur e Lucas Paquetá; Philippe Coutinho, Richarlison e Roberto Firmino.

    Veja Também

    Mais Recentes

      Comentários