Tamanho do texto

Zagueiro de 34 anos disse que o camisa 10 tem o respeito dos companheiros e também aprovou a convocação de novatos: "É importante essa chegada"

O experiente zagueiro Miranda, que foi capitão em alguns jogos da seleção brasileira durante a Copa do Mundo, disse em entrevista coletiva neste domingo, às vésperas do amistoso com a Argentina, que é favorável à decisão de Tite dar a braçadeira a Neymar de forma fixa, parando com o rodízio anterior.

Leia também: Neymar comemora assistência e vê injustiça em cobrança sobre Gabriel Jesus

Capitão durante a Copa, Miranda aprovaou Neymar com braçadeira fixa:
Pedro Martins / MoWA Press
Capitão durante a Copa, Miranda aprovaou Neymar com braçadeira fixa: "É um líder"

"Ele é um líder. Tem sua maneira de liderar, acho que foi uma boa escolha. O Neymar tem uma responsabilidade muito grande e nós temos que dividir essa responsabilidade na liderança do grupo. Ele está definido como líder, nós o respeitamos e vamos procurar ajudá-lo da melhor maneira possível", opinou Miranda .

Em outro momento da entrevista, o jogador de 34 anos mostrou-se positivo à chegada de novos jogadores, na maioria jovens, mas ressaltou que espera fazer parte do grupo da seleção até, pelo menos, a próxima Copa do Mundo.

"É importante essa chegada de novos jogadores, essa mescla de alguns remanescentes. Serve como aprendizado, experiência para os novos, e nós conseguimos manter um nível, um padrão muito elevado. Então acho que tendo em vista todos esses argumentos, no final o Tite vai decidir e esperamos que seja por quem estiver melhor, independentemente da idade", afirmou.

Leia também: Gabriel Jesus volta a marcar e Brasil vence Arábia Saudita em amistoso

"Trabalho com nutricionista, fisiologista, hoje um jogador pode chegar em alto nível aos 38, 39 anos, pela evolução do futebol em todas as áreas. Esse é meu objetivo, jogar em alto nível enquanto estiver jogando", acrescentou o zagueiro e projetou o duelo diante da Argentina.

"Todo jogo contra a Argentina é diferente, tem dimensão muito grande, e sabemos o que envolve esse jogo. Nossa seleção se preparou bem, esperamos fazer um grande jogo e a vitória", disse.

Danilo também concedeu entrevista coletiva ao lado de Miranda e falou sobre a partida contra a Argentina
Pedro Martins / MoWA Press
Danilo também concedeu entrevista coletiva ao lado de Miranda e falou sobre a partida contra a Argentina

Já o lateral Danilo , que também participou da coletiva em Jeedah, na Arábia Saudita, elogiou os adversários, que não contarão com sua principal estrela, o camisa 10 Lionel Messi.

Leia também: Philippe Coutinho analisa momento pós-Copa: "Me sinto mais experiente"

"Se o Messi não está jogando, é um diferencial negativo para eles. Ele tem uma qualidade inigualável. É claro que a motivação contra ele está nas alturas, é preciso estar concentrado o tempo todo para enfrentá-lo. Mas temos que deixar isso de lado e pensar que é a Argentina", ressaltou Danilo, que pode atuar ao lado de Miranda na zaga.

    Leia tudo sobre: futebol
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.